Início Notícias 7 sinais de que você vai ser demitido

7 sinais de que você vai ser demitido

A economia brasileira não deve crescer em 2014 e terá o crescimento reduzido também em 2015. Isso está levando muitas empresas a programarem dispensa de funcionários, especialmente nos segmentos que registram queda nas vendas como o automobilístico, o de eletroeletrônicos e o de equipamentos.

Segundo Luciana Tegon, sócia-diretora da Consultants by Tegon, empresa especializada em processos de recrutamento e seleção e consultoria em recolocação, há sinais evidentes de que a pessoa pode perder o emprego no curto prazo:

“Quando não sabemos ler estes sinais, a demissão pode até nos surpreender. Por isso é importante compreendermos o que se passa à nossa volta, pois há situações onde é possível, até, reverter uma demissão”, explica Luciana.

Veja os sinais de que a sua demissão pode estar próxima:

1. Dificuldades econômicas do setor onde a empresa atua – O setor onde a empresa em que você trabalha está em crise? Estão ocorrendo demissões em outras empresas? A direção da empresa já comunicou uma redução de orçamento? Esses são indicativos de que a crise pode chegar à empresa a qualquer momento, logo, estar preparado para uma possível demissão é fundamental.

2. Seu chefe reclama do seu trabalho constantemente – Se seu chefe tem chamado sua atenção com frequência, apontando problemas comportamentais ou queda de performance, então é bom tentar ter uma conversa franca com ele com urgência. Questione onde ele entende que você está falhando e como fazer para reverter este quadro. Este tipo de insatisfação é um indicador forte de que ele pode estar considerando sua dispensa.

3. Você está isolado – As pessoas no trabalho não te chamam para almoçar ou te ignoram para o happy hour. Se isso vem ocorrendo, é um sinal claro de que você está isolado e esse pode ser um fator que vai pesar na hora de definir uma dispensa.
Há um ditado antigo que diz: quem tem amigos não morre pagão. Pois é: na nossa cultura, ser pagão é o fundo do poço.
Entenda as razões pelas quais as pessoas não estão de chamando. Reflita, você tem sido amigável com as pessoas ? Faz críticas de modo elegante ? Mostra-se disponível para escutar os colegas ? Interage em trabalhos de equipe ? Ajuda os demais quando tem oportunidade ? Identificado o sintoma, tente mudar essa realidade – e rápido.

4. Você não está sendo envolvido em novos projetos – Se a empresa tem novos projetos e você não está sendo envolvido, verifique primeiro se você deveria estar nesse projeto. Caso positivo, esse é um claro indício de que a empresa pode não considerar você no futuro da organização e apenas está aguardando o momento certo para dispensá-lo.
Neste caso, converse com seu chefe, coloque-se a disposição para contribuir mais ativamente nos trabalhos da área e deixe claro que você está lá para “remar ao lado dele”. Essa postura salva empregos, acredite !

5. Seu chefe está se reunindo diretamente com sua equipe – Este é o mais forte indicativo de que as coisas podem estar perto do fim para você. Percebeu isso ? Não deixe essa situação se arrastar. Peça para falar com seu chefe, exponha seu desconforto e pergunte as razões disso. Pergunte também se você está falhando em algo e peça um direcionamento claro de como acertar o rumo da situação.

6. As pessoas reclamam do seu comportamento – Se os seus colegas costumam reclamar do seu comportamento, para você ou para outros, esse é um sinal de perigo. Pessoas irritadiças, que respondem de modo atravessado ou grosseiro, que têm sempre palavras ásperas para dizer, não são queridas e podem ser as primeiras a serem desligadas.
Avalie suas atitudes e sobretudo, adapte-se. Não precisa representar o papel de algo que você efetivamente não é, mas adotar uma postura afável e de respeito ao próximo é uma ferramenta de sobrevivência nos dias de hoje.

7. Você diz “não, não, não” – Se você é daqueles que sempre diz “não” a qualquer situação, cuidado. Normalmente, pessoas que resistem a mudanças têm tendência a dizer “não” a tudo o que é proposto. Se você diz “isso não vai dar certo” com frequência, pode ser que você não esteja se encaixando nos planos de mudança da empresa, o que coloca seu emprego em risco.
Segundo Luciana Tegon, esses são os principais indícios de que você está na mira do chamado “cartão vermelho”. E é possível reverter esta situação até que você seja realmente desligado. “Se o seu chefe ainda não chegou até você e disse claramente que você está dispensado, há sempre uma possibilidade de reverter esse quadro. Uma conversa franca com ele e a mudança de comportamento podem salvá-lo da demissão quando estamos falando de problemas comportamentais ou de baixa performance. As pessoas não devem ser fatalistas. Elas podem mudar as situações de demissão, basta querer e atuar objetivamente neste sentido”, alerta Luciana.

TRIBUNA DA BAHIA