Início Brasil Volkswagen retoma em março segundo turno de produção em São Bernardo

Volkswagen retoma em março segundo turno de produção em São Bernardo

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

A Volkswagen vai retomar o segundo turno na fábrica de São Bernardo do Campo (SP) em 2 de março, informou a montadora na quinta-feira, 17. Com isso, cerca de mil funcionários retornam do lay-off, que é a suspensão dos contratos de trabalho, adotado em novembro do ano passado pelo quadro desse turno em função da falta de componentes à época. Na unidade são produzidos os modelos Polo, Virtus, Nivus e Saveiro.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

A fábrica chegou a passar por ajustes na produção no ano passado por causa da questão dos componentes. Em setembro, por exemplo, foram concedidas férias coletivas na unidade. A montadora também alegou que há excedente de funcionários, e então foi promovido ali um Plano de Demissão Voluntária (PDV) no sentido de ajustar o tamanho dos quadros à demanda.

Segundo turno também volta em Taubaté
A unidade Anchieta, como também é conhecida, não é a única da VW que terá o segundo turno religado. A fábrica que a montadora mantém em Taubaté (SP) também passará a funcionar em jornada dupla, mas um mês depois da Anchieta, em abril. Ali naquela fábrica são produzidos os modelos compactos da oferta da montadora, o Gol e o Voyage.

No final da tarde, o sindicato dos metalúrgicos do ABC divulgou nota a respeito da retomada do segundo turno na Anchieta. Para Wellington Messias Damasceno, diretor da entidade, a medida traz alento para os trabalhadores, ainda que o setor automotivo viva um momento instável. “Sempre que a produção aumenta é uma expectativa maior de tranquilidade e avanços, mas precisamos estar atentos ao que está acontecendo no país”, disse o representante dos trabalhadores.