Início Brasil Vítima de câncer, morre jovem que denunciou ex-namorada por falsa gravidez

Vítima de câncer, morre jovem que denunciou ex-namorada por falsa gravidez

Por G1

Victor diz que nunca pode ver a filha, apesar de pedidos insistentes à mãe da criança (Foto: Reprodução | EPTV)

Morreu neste sábado (17) em Ribeirão Preto (SP) o jovem Victor Guerino Sedassare, aos 24 anos. A história dele ficou conhecida em agosto do ano passado após acusar a ex-namorada de inventar uma filha para chantageá-lo.

Há mais de um ano, Victor lutava contra um câncer em estado avançado na coluna. Segundo o irmão dele, Vinicius Sedassare, o jovem estava internado desde segunda-feira (12) no Hospital das Clínicas (HC).

“Fizeram uma série de exames e detectaram que um pulmão já estava 100% comprometido pelo câncer.”

De acordo com Vinicius, o irmão passou a respirar com a ajuda de aparelhos e estava muito debilitado.

“Hoje, por volta de 12h, ele deu o último suspiro. Depois de um ano e oito meses de muita luta.”

O corpo de Victor será enterrado neste domingo (18), às 9h, no Cemitério Bom Pastor.

Rosa Helena Sedassare e o filho Victor Sedassare em Ribeirão Preto (Foto: Reprodução | EPTV)

Gravidez inventada

O caso ganhou repercussão depois que Victor foi obrigado judicialmente a custear as despesas da gravidez da ex-namorada Pâmela Servelli, de 24 anos. Ele a acusou de fraudar os documentos apresentados no processo e que induziram a Justiça a erro. Victor e a família declararam que nunca haviam visto a criança pessoalmente, apenas fotos postadas pela suposta mãe em redes sociais.

A farsa foi revelada um ano depois, em julho de 2017, durante a festa que marcaria o primeiro aniversário da menina chamada Laura.

Na época, Pâmela chegou a pagar R$ 3 mil a um buffet por uma festa com 50 convidados, mas o evento não aconteceu porque não havia criança.

A comemoração acabou em confusão e com a história desmentida depois que a mãe de uma criança chamada Laura entrou no salão alegando que Pâmela havia tentado tirar sua filha para levar ao aniversário e sustentar a história.

A pedido do Ministério Público, a Polícia Civil instaurou inquérito para apurar o caso.

A defesa de Pâmela alegou que ela tem problemas psiquiátricos. Segundo o advogado Carlos Andreotti, a jovem está internada em tratamento desde o ano passado.

De acordo com o promotor Sebastião Donizete Lopes, a decisão da Justiça que obrigou Victor a bancar as custas da gravidez foi suspensa no ano passado. Diante das revelações e das provas, o juiz responsável julgou a ação improcedente.

Lopes afirma que Victor não chegou a ser ressarcido porque nenhum pagamento foi feito na época.

A investigação, segundo o promotor, ainda não foi concluída.

Festa de 1 ano do bebê custou R$ 3 mil em Ribeirão Preto, SP (Foto: Arquivo pessoal)