Início Salvador Vídeo: agente da Transalvador xinga homem ao ser questionado sobre obra na...

Vídeo: agente da Transalvador xinga homem ao ser questionado sobre obra na via

Por Tony Silva / BNews | Fotos: Reprodução

O que seria um simples esclarecimento sobre uma obra que interditou uma das faixas da via sentido a Pituba, na região do Jardim de Alah na Orla de Salvador, terminou com agressões verbais por parte de um agente da Transalvador, na tarde deste sábado (12).
O homem, não identificado, que denuncia, gravou a situação e enviou o vídeo ao BNews relatando o ocorrido.

Segundo o denunciante, ao sair do condomínio dos pais na Orla no Jardim de Alah, se deparou com uma obra na esquina, que não deixou espaço para pedestres transitarem. Foi quando ele foi até os prepostos da Transalvador para obter explicações e foi destratado.

“Acompanhado da minha filha de nove anos e a amiga da mesma faixa etária, tivemos que passar nos arriscando pela pista, onde passava vários carros. Ao voltar para o condomínio encontrei um carro com dois prepostos da Transalvador, cuja a numeração do carro era 53. Mostrei ao mesmo a situação, expliquei e perguntei como eu iria passar ali com minha filha se aquilo estava certo, ele me respondeu assim: ‘Vá procurar oque fazer desgraça’”, desabafa.

O homem ainda relata que “até quem estava ao redor ficou assustado com a resposta”, afirma o denunciante que explica como iniciou a situação registada nas imagens. “Deixei minha filha em casa e fui até onde ele estacionou a viatura e perguntei a ele o porque ele me xingou e acreditem olhem a resposta”, diz o homem chamando atenção para o vídeo.

BNews entrou em contato com a assessoria de comunicação da Transalvador que informou que a situação será apurada. Leia a íntegra da nota.

ESCLARECIMENTO – A Transalvador informa que o vídeo em que um agente de trânsito agride verbalmente um cidadão, na tarde deste sábado (12), já chegou ao conhecimento da administração da autarquia, que irá apurar a situação com rigor, abrindo processo de sindicância. Esclarecemos que, havendo comprovado excesso, sendo garantida ampla defesa, o agente será punido com as medidas administrativas cabíveis. Em tempo, salientamos que o comportamento apresentado pelo agente, registrado no vídeo, é incompatível com a política da Transalvador e não representa a conduta da corporação.

Assista: