Início Alagoinhas Vereadores denunciam queima de ambulâncias do SAMU em Alagoinhas, mas prefeitura rebate:...

Vereadores denunciam queima de ambulâncias do SAMU em Alagoinhas, mas prefeitura rebate: ‘fake news’

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE
Por: Reprodução/ Redes sociais

Vereadores de oposição ao prefeito de Alagoinhas, Joaquim Neto (PSD), foram às redes sociais nesta semana denunciar a suposta queima de carros usados pela gestão, entre eles cinco ambulâncias do SAMU.

Em um vídeo compartilhado nas redes, os edis afirmam que os veículos apareceram queimados após eles verificarem, durante visitas de fiscalização dos serviços públicos, que os carros estavam abandonados no Parque de Exposições.

Ao classificarem o sistema de atendimento como “precário”, os vereadores questionam o porquê da queima dos carros dias depois da prefeitura ser pressionada para explicar a situação.

“Estivemos aqui há cerca de dois meses e identificamos esses automóveis em bom estado, mas descartados aqui. Buscamos a prefeitura para que ela explicasse qual o procedimento para justificar o descarte dos automóveis. Para nossa surpresa, no último domingo, eles estavam queimados. Precisamos entender o que aconteceu”, diz a vereadora Juci Cardoso (PCdoB).

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

“A sede da SAMU só dispõe de três ambulâncias, duas estão quebradas e a outra serve para atender demandas de Alagoinhas e região. Estamos trabalhando com ambulâncias emprestadas de cidades vizinhas. O que nos causa estranheza é ver as ambulâncias abandonadas”, completa o vereador Luciano Almeida (DEM), em um outro momento do vídeo.

Prefeitura
A assessoria de comunicação do social-democrata, por sua vez, afirma que as denúncias não passam de “fake news”, já que os carros não fazem parte da frota da atual gestão municipal. Os veículos, segundo a equipe, eram considerados sucata e estavam esquecidos na usina de petróleo do município à espera de leilão ou descarte.

“Eles foram removidos para o estacionamento do Centro Administrativo da prefeitura porque tem mais espaço. No entanto, funcionários reclamaram pela possibilidade de atrair arboviroses, então, essas ambulâncias sucateadas foram deslocadas para o Parque de Exposições”, diz trecho da nota enviada ao Bnews.

Sobre a queima dos carros, a gestão afirma que os veículos foram incendiados há cerca de um mês devido à queima irregular de lixo pelos populares da região. “Foi necessário dois caminhões do Corpo de Bombeiros , um da prefeitura e outro do exército (caminhões pipa), além de um carro pipa do para conter as chamas”, diz outro trecho do comunicado.

Com informações do BNews