Início Brasil Valério cita Lula como mandante da morte de Celso Daniel, diz ‘Veja’

Valério cita Lula como mandante da morte de Celso Daniel, diz ‘Veja’

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

Declarações estão sob sigilo da Justiça. O prefeito foi assassinado em 2002. Crime não foi considerado político na época.

Marcos Valério prestou depoimento ao Ministério Público de São Paulo

Um depoimento de Marcos Valério ao Ministério Público de São Paulo (MP-SP), a que teria tido acesso a revista “Veja”, aponta o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como envolvido no assassinato do prefeito de Santo André, Celso Daniel, após um sequestro em 2002.

Na reportagem publicada por “Veja” nesta sexta-feira (25), o operador do mensalão declara que Lula e outros representantes do PT foram chantageados por um empresário de Santo André, que ameaçava implicá-los na morte de Celso Daniel. Assim, o ex-presidente teria dado seu aval para pagar o chantagista e evitar que ele fosse apontado como o responsável pelo crime.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

No depoimento, o operador do mensalão disse ter ouvido desse empresário, identificado como Ronan Maria Pinto, que o ex-presidente foi o mandante do assassinato. Segundo a “Veja”, por considerar graves as informações colhidas, o promotor Roberto Wider Filho teria encaminhado o depoimento de Valério ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público. Assim, ele teria sido anexado a uma investigação sigilosa.

Com informações do site otempo.com.br