Vale-Cultura, Camaçari deve aderir ao programa federal

Camaçari é a aposta do Ministério da Cultura para servir de modelo na adesão ao programa federal Vale-Cultura. Na quarta-feira (13/08), a gerente de mobilização da representação regional Bahia e Sergipe do Ministério da Cultura, Tininha Llanos, esteve no Município para apresentar a proposta ao secretário da Cultura, Vital Vasconcelos.

De acordo com Tininha Llanos, Camaçari foi escolhida pelo Ministério da Cultura por ser uma cidade em crescente desenvolvimento econômico e cultural, ter um Polo Industrial, estar na Região Metropolitana e ser uma cidade turística. “Aqui tem tudo para ser uma cidade polo de incentivo cultural, incluindo todos os aspectos necessários para que o programa ganhe adesão”, disse.

O Vale-Cultura é um benefício no valor de R$ 50, concedido por meio de um cartão magnético pré-pago para trabalhadores das empresas que fizerem adesão ao programa e recebam até cinco salários mínimos. Com o valor, que é cumulativo, os trabalhadores podem comprar ingressos de teatro, cinema, livros ou pagar mensalidades de cursos de audiovisual, dança, fotografia, dentre outros. Em contrapartida, as empresas recebem incentivos fiscais.

A previsão é que no dia 14 de setembro, representantes e técnicos do Ministério da Cultura estejam em Camaçari para uma reunião com o Cofic (Comitê de Fomento Industrial de Camaçari). O intuito é apresentar o programa ao Conselho do Comitê. No mesmo dia, o programa será apresentado aos representantes das classes comerciais e empresariais. As apresentações contarão com a presença de representantes da Prefeitura.

Siga nosso Instagram: @seligacamacari | Confira as vagas de emprego: VagasEmCamaçari | VagasBahia

Caso as empresas do Polo façam adesão ao Programa, a previsão é que o comércio local seja aquecido, uma vez que o crédito pode ser usado em lojas do Município. A representante do Ministério, Tininha Llanos, informou que é essencial a parceria com a Prefeitura para obter êxito no processo. Desta forma, segundo ela, ganham os funcionários das empresas, que em grande maioria mora na cidade, o comércio local e cidade com o fomento da cultura.

O secretário da Cultura, Vital Vasconcelos falou com alegria do fato de Camaçari ter sido escolhida. “Isso mostra que o trabalho desenvolvido na cidade está ganhando repercussão”, disse, ao destacar que a indicação é também fruto da adesão de Camaçari ao Pacto Nacional de Cultura.

Participaram do encontro o presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Camaçari, Luciano Sacramento, além de assessores da Sedec (Secretaria do Desenvolvimento Econômico) e da Secult (Secretaria da Cultura).

Fonte: Milane Magalhães / PMC