Início Camaçari Tronox celebra 50 anos da fábrica de Camaçari e anuncia investimento de...

Tronox celebra 50 anos da fábrica de Camaçari e anuncia investimento de R$ 137 milhões no país

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

No ano em que comemora os 50 anos da primeira e única fábrica de pigmento de Dióxido de Titânio no Brasil – instalada em Camaçari, a Tronox anuncia um investimento de R$137 milhões no Brasil, a ser realizado no período 2021-2022. O valor será investido em projetos voltados principalmente para modernização e automação da planta e gestão ambiental.

“A história da fábrica da Bahia coincide com a própria história da produção de pigmento de TiO2 do Brasil. Durante esse período, a empresa alcançou grandes resultados, formou gerações de excelentes profissionais, fez valorosas contribuições ao mercado e à sociedade e se tornou uma referência no ambiente da indústria brasileira de produtos químicos”, explica Roberto Garcia, diretor-geral da Tronox no Brasil.

O início da produção do pigmento de TiO2 no Brasil fez parte do programa de estímulo à economia do BNDE (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico). Visando ampliar o processo industrial brasileiro, o órgão chamou a atenção do empresariado brasileiro para a importância de produzir o pigmento no Brasil, libertando a indústria local da dependência da importação do produto da Europa e Estados Unidos. O TiO2 é matéria prima essencial para produção e tintas, plásticos, borrachas e diversos outros produtos, conferindo brilho, resistência e poder de cobertura às cores cor.

A implantação da fábrica iniciou o processo de industrialização na região Nordeste, o qual se consolidou com a instalação do Polo de Camaçari sete anos mais tarde, em 1978. “Estamos entre os principais responsáveis pelo crescimento da indústria de tintas do Brasil, garantindo desde estabilidade no fornecimento da matéria prima (que antes da instalação da fábrica dependia exclusivamente da importação do produto europeu ou norte-americano) até serviços de assistência técnica próximo ao produtor local. Hoje, nossa operação é parte importante de uma cadeia econômica que integra diversas empresas do polo, viabilizando, entre outros aspectos, a economia circular”, completa Garcia. Atualmente a fábrica tem capacidade para produzir de 60 mil a 70 mil toneladas de pigmento por ano, a depender da configuração.

Ao longo desses 50 anos a empresa evoluiu em práticas de segurança, desempenho ambiental, tecnologia de processo, TI, programas de capacitação das equipes, programas de promoção à saúde física e mental dos empregados, relacionamento com as comunidades, melhoria e diferenciação do produto, governança e em muitos outros aspectos. “Avalio que esse caminho foi construído com muitos desafios, empenho das equipes e inteligência de mercado. Preservamos o nosso propósito e diariamente assumimos o compromisso de estar em constante evolução”, afirma o Roberto Garcia

A relevância do TiO2 na sociedade

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

A Tronox é uma das líderes globais na fabricação do TiO2 . O pó branco, inorgânico e de uso seguro, utilizado para dar cor, brilho e durabilidade a uma enorme gama de produtos do nosso dia a dia é comercializado com a marca TiONAÒ. O uso do pó permite que tintas modernas sejam mais eficientes, mais fáceis de aplicar e tenham um baixo impacto ambiental. Ele também é essencial para a qualidade da pintura de imóveis residenciais e comerciais e de produtos como eletrodomésticos, carros, motos e embarcações.

No dia a dia, também é possível encontrar o TiO2 na indústria farmacêutica para cobertura de remédios, em equipamentos médicos tais como monitores e ventiladores, nas próteses cirúrgicas, em embalagens médicas a exemplo das seringas, em equipamentos de proteção individual e, nesse sentido, estão os materiais que auxiliam a criação de barreiras contra a Covid-19, além de peças de PVC e de higiene. O lastro de utilidade reforça a relevância da produção do produto para a sociedade e a importância e seriedade que cada empregado exerce no desenvolvimento das suas funções.

Produtos que utilizam TiONA fabricado na Bahia

– Tintas arquitetônicas

– Tintas para eletrodomésticos da linha branca

– Papel utilizado para impressão das notas de R$200.

– Rótulos de vinhos premium

– Sandálias de borracha

– Lápis de cor

– Caixas d’água

– Tubos e conexões

– Masterbatches usados como matéria prima para brinquedos e muitos outros produtos plásticos

Objetivos para o futuro

Na gestão – A Tronox continuará aprimorando a capacidade de se reinventar e encontrar soluções durante situações adversas. De acordo com Roberto Garcia, esse é o grande diferencial para manter uma governança madura, prezando por uma produção segura, sustentável, com qualidade e custos competitivos. Ele frisa que a pandemia do novo coronavírus vem sendo um grande divisor de águas para atestar a maturidade, competência e a capacidade de inovar da empresa. O executivo garante que continuará investindo em as ações com foco em consciência sustentável e aproveitando a inteligência de mercado para melhoria contínua dos times e da linha de produtos.

No negócio – A Tronox entrou em 2021 otimista e impulsionada por uma demanda muito forte que surgiu no quarto trimestre de 2020, para impulsionar os mercados de tintas e plástico. A empresa está desenvolvendo testes para um novo produto que promete conferir resultados notáveis na cor e brilho de peças dos segmentos imobiliário e industrial.

Na sustentabilidade e segurança – A fábrica pretende fortalecer a cultura interdependente de segurança, o que contribui para que se mantenha na faixa do “zero acidente”. No quesito desempenho ambiental, se no passado o foco se concentrou em eliminar as fontes primárias de contaminação, investir em equipamentos, alterar processos produtivos e implantar programas internos de conscientização e engajamento que levaram a uma continuada redução das emissões atmosféricas e do consumo de água e energias, atualmente os projetos se concentram nas diretrizes da economia circular e criação de cultura sustentável, que convoca cada empregado da empresa a participar de forma inclusiva das ações de preservação do meio ambiente.