Início Brasil Tigre demite 325 trabalhadores e anuncia terceirizações

Tigre demite 325 trabalhadores e anuncia terceirizações


Por Loetz | nsctotal.com.br

A Tigre adota duas medidas de enxugamento de custos: terceiriza atividades do Centro de Serviços Compartilhados (CSC) e, por consequência, demite 325 funcionários. O processo de desligamento ocorrerá entre agosto e outubro nas 23 unidades do grupo. A empresa tem 5 mil empregados no Brasil e 2 mil no exterior e 70 mil pontos de venda.

Em comunicado, a Tigre afirma que “a revisão de sua estrutura administrativa e da adequação do quadro, está alinhada às atuais necessidades do negócio. O CSC, a partir de agosto passará a ser operado por uma empresa parceira”.

Siga nosso Instagram: @seligacamacari | Confira as vagas de emprego: VagasEmCamaçari | VagasBahia

Explica que a companhia acompanha a tendência mundial e está investindo fortemente em tecnologia e automação de processos nas fábricas “para alcançar cada vez mais eficiência e produtividade, mesmo diante de um cenário econômico desafiador”.

No mesmo texto, analisa o cenário nacional:

– A economia brasileira ainda mostra tímida melhora dos indicadores, e o setor de construção civil, que representa a maior parte dos nossos clientes, é um dos que mais têm demorado para se recuperar.

Diz, ainda, que os trabalhadores demitidos contarão com o suporte do Núcleo de Apoio ao Profissional (NAP) para recolocação no mercado de trabalho.

O NAP, criado pela empresa em parceria com a consultoria Lee Hecht Harrison (LHH), terá sede em Joinville e funcionará como um programa de apoio à transição de carreira.