Início Brasil Texto que viralizou e foi atribuído ao padre Fábio de Melo é...

Texto que viralizou e foi atribuído ao padre Fábio de Melo é fake

Um texto atribuído ao padre Fábio de Melo viralizou esta semana nas redes sociais, após o massacre em Suzano (SP) na última quarta-feira (13). A mensagem começa com “Melhor texto que já li sobre o acontecimento de ontem” e relata que o padre está “cansado e perplexo com tantas baboseiras e falsas justificativas pras atrocidades que ainda nos surpreendem todos os dias”.

Em seguida, o texto diz que “os meninos não mataram porque o porte de arma é um projeto do atual governo. Os meninos não mataram porque jogavam jogos violentos. Os meninos não mataram porque a escola foi omissa. Os meninos não mataram porque sofreram Bullying…Eles mataram porque as famílias estão desestruturadas e fracassadas, porque não se educa mais em casa, não se acompanha mais de perto, a tecnologia substitui o diálogo, presentes compram limites, direitos e deveres e não há o conhecimento e respeito a Deus. Precisamos parar de nos omitir, de transferir culpas. A culpa é minha, é sua, de todos nós!”. A mensagem causou estranheza principalmente nos internautas que são contra o projeto que libera o porte de armas no Brasil.

Diante da repercussão, o caso chegou até Fábio de Melo, que, em seu Twitter, escreveu: “O texto que está viralizado sobre o atentado em Suzano, cujo título é ‘O melhor texto que já li sobre o acontecimento de ontem’ não foi escrito por mim. O único que escrevi sobre o acontecimento é o que está abaixo”, postou o padre, compartilhando o texto que escreveu sobre o massacre.

Alguns sites que desmentem boatos e fake news estão atribuindo o texto falso “à milícia virtual que serve aos interesses do bolsonarismo”. A lição que fica nessa história é que, com tantas notícias distorcidas e mentirosas, é muito importante que cada internauta verifique as informações que receber antes de repassá-las.