Início Bahia ‘Tenho 18 nomes falsos’, diz homem preso por sequestrar ex-prefeito

‘Tenho 18 nomes falsos’, diz homem preso por sequestrar ex-prefeito

Ramiro Queiróz passou por dois cativeiros antes de ser liberado

Existe um provérbio que diz que é preciso ter cuidado com as pessoas porque as aparências enganam. Na manhã desta segunda-feira (19), quatro homens entraram em fila no auditório da Polícia Civil, na Pituba. Um deles era um senhor, com poucos cabelos e muitas rugas. É difícil saber a idade de André (de camisa branca na foto abaixo) já que ele mesmo admite que tem 18 nomes falsos, pegou oito anos de cadeia e já foi preso por participação em outros crimes, além de ser suspeito de tomar conta de cativeiro onde estava o ex-prefeito de Valença, Ramiro José Campêlo de Queiroz.

Da esquerda para a direita: Carlos Eduardo, Márcio, André e Geraldo
Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO

O grupo foi preso na quarta-feira (14) e é acusado pela polícia de participar do sequestro de Ramiro, ocorrido em janeiro deste ano. Ramiro, que também é fundador das lojas Guaibim, é conhecido na cidade por andar sem seguranças ou guarda-costas. Ele ficou 25 dias sequestrado.

Com a voz suave e ponderada, André Luís Maciel Santos contou que foi até Caçapava, cidade do interior de São Paulo onde o grupo foi preso, participar de um leilão de carros.