Início Destaque ‘Soltou o verbo’: Vampeta diz que Romário ficou fora da Copa-2002 por...

‘Soltou o verbo’: Vampeta diz que Romário ficou fora da Copa-2002 por sexo com aeromoça

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

O ex-jogador Vampeta usou, mais uma vez, seu estilo irreverente para contar histórias de bastidores do futebol brasileiro. E dessa vez ela envolve Romário e sua continuidade na seleção brasileira.

De acordo com o UOL, o baiano – de Nazaré das Farinhas -, ex-volante de Corinthians, Fluminense e Flamengo contou, em entrevista ao canal “Podpah” no Youtube, que o “Baixinho” ficou fora da Copa do Mundo de 2002 por ter feito sexo com uma aeromoça na concentração para uma partida contra o Uruguai em 2001.

Segundo Vampeta, a história aconteceu antes da partida contra a Celeste Olímpica, em Montevidéu, marcada para 1º de julho de 2001. Na ocasião, o Brasil perdeu por 1 a 0 e ficou em situação complicada na classificação, faltando apenas cinco jogos para o fim das eliminatórias. Romário atuou durante os 90 minutos e não marcou.

“Dizem as más línguas que ele ‘comeu’ a aeromoça. Dizem que a aeromoça deu mole antes do jogo contra o Uruguai, e o Baixinho ‘podpah’ no hotel”, afirmou Vampeta no programa deste sábado (14), lembrando que os jogadores viajavam em voo fretado com uma equipe fixa de comissários na aeronave.

“O Felipão ficou sabendo. Os seguranças falaram que o Romário fugiu e tava no quarto com a aeromoça. Eu não estava nesse jogo”, declarou Vampeta, lembrando também que o centroavante teve atuação apagada no clássico. “E dentro de campo não teve podpah. O Baixinho não pegou na bola.”

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

Vampeta falou que Felipão decidiu não convocar mais Romário por causa desse episódio. “O Felipão chamou o Emerson, Cafu, Roberto Carlos e o Rivaldo e falou ‘vou esperar o Ronaldo recuperar, não chamo mais o Baixinho e conto com vocês’.”

Essa história já havia sido repercutida em outros tempos e negada por personagens importantes da seleção, entre eles o próprio Romário. “O Felipão acreditou nisso, mas não teve. Se fiquei de fora da Copa por causa disso, perdi duas vezes. Não fui à Copa e não comi a aeromoça, que era a maior gostosa”, disse Romário, em entrevista ao jornal “O Globo”, em 2010.

Em entrevista ao UOL Esporte, o então coordenador-técnico da seleção, Antônio Lopes, também declarou nesta mesma época que não confirma essa história. “Se houve, eu não fiquei sabendo. Mas não acredito que tenha acontecido isso, não. O Romário ficou fora da Copa por uma escolha de ordem técnica do Felipão.”

Independentemente do veredicto, o fato é que a partida contra o Uruguai foi a última oficial de Romário com a camisa da seleção brasileira. Depois disso, o Baixinho, que no início dos Anos 2000 ainda era um dos melhores atacantes do futebol brasileiro, só voltou a atuar em 2005, contra a Guatemala, no Pacaembu, em sua despedida pela equipe nacional.

O Brasil, enquanto isso, sofreu nas últimas cinco rodadas das eliminatórias para a Copa de 2002. A classificação só foi assegurada na última partida, após uma vitória por 3 a 0 sobre a Venezuela.

Com informações do Aratu ON