Início E.C. Bahia São Paulo derrota o Bahia no Morumbi e dorme na liderança

São Paulo derrota o Bahia no Morumbi e dorme na liderança

VITÓRIA SUADA
Foi no sufoco, mas o São Paulo é novamente o líder do Campeonato Brasileiro. Pelo menos, até domingo. Em um jogo muito difícil e de poucas chances, o Tricolor contou com seus dois principais jogadores para vencer o Bahia por 1 a 0, neste sábado à noite, no Morumbi, pela 24ª rodada. Nenê cruzou para Diego Souza marcar o oitavo gol dele na competição.

AGORA É SECAR O INTER
O São Paulo sobe para 49 pontos e abre três de vantagem para o Internacional, que faz o clássico contra o Grêmio, domingo, no Beira-Rio. O Tricolor só seguirá em primeiro se o Colorado tropeçar. Em caso de vitória do Inter, os clubes ficariam iguais pontos e em número de vitórias (14), mas os gaúchos levariam vantagem no saldo de gols, segundo critério de desempate – hoje está 17 a 17.

BAHIA NÃO ENGRENA
A equipe dirigida por Enderson Moreira permanece com 28 pontos e não consegue embalar para encostar na parte de cima da classificação. Pior, pode perder a décima posição no complemento da rodada. Já são dez pontos abaixo da zona de classificação para a Taça Libertadores e apenas quatro acima do grupo que cairá para a Série B.

PRIMEIRO TEMPO: BAHIA DÁ TRABALHO
O Bahia travou o São Paulo no Morumbi. Com boa marcação e bem compactada na defesa, a equipe de Salvador tirou os espaços do adversário. Ainda sem Everton, lesionado, o Tricolor paulista teve muita dificuldade para furar o bloqueio. Everton Felipe e Rojas renderam muito pouco e facilitaram o trabalho da defesa rival. Nenê até tentou resolver individualmente, mas errou os chutes que arriscou. A única surgiu só aos 36 minutos. Diego Souza dominou no peito no meio de dois marcadores e soltou uma bomba muito perto do ângulo esquerdo do goleiro Douglas.

SEGUNDO TEMPO: NENÊ E DIEGO SOUZA RESOLVEM
Não foi aquela melhora considerável, mas o São Paulo cresceu na etapa final. A dificuldade para criar, porém, fez Diego Aguirre mexer. Tréllez e Liziero entraram nas vagas de Everton Felipe e Régis, com Hudson passando para a lateral direita. O gol saiu aos 14. Nenê cruzou da esquerda e Diego Souza pegou de primeira para acertar o canto direito. O Bahia não teve força para reagir, principalmente pela atuação irregular de Zé Rafael, seu principal jogador. Com o jogo na mão, o São Paulo administrou. Bruno Alves, de cabeça, ainda quase fez o segundo aos 38. Fonte: Globo Esporte*