Início Brasil Santa Catarina é o 1º estado a unificar números de CPF e...

Santa Catarina é o 1º estado a unificar números de CPF e RG

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

O governo de Santa Catarina anunciou para a próxima semana o lançamento do primeiro documento que unifica o CPF (Cadastro de Pessoa Física) e o RG (Registro Geral). O novo documento terá o número único nacional do CPF atrelado à biometria, hoje já utilizada na carteira de identidade.

O RG emitido pelo estado já permitia a inclusão de outros documentos e informações, como o número da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), carteira de trabalho, título de eleitor, PIS/Pasep, certificado militar e informações de saúde. Todos esses dados constarão no novo documento.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

A nova carteira de identidade é um projeto desenvolvido pelo Instituto Geral de Perícias catarinense (IGPSC). O perito-geral do órgão, Giovani Eduardo Adriano, afirmou que a falta de um sistema integrado no Brasil permite que um cidadão faça carteiras de identidade em diferentes estados usando documentos de outras pessoas. A proposta é reduzir este tipo de fraude.

Se replicado em todo o Brasil, o projeto poderia integrar todos os sistemas estaduais ao banco de dados da Receita Federal, tendo o CPF como chave única, disse Adriano. “A fusão do CPF com o RG vai eliminar de forma significativa as inconsistências do sistema e blindá-lo contra a maior parte das fraudes na emissão da carteira de identidade”, explicou.

De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública de Santa Catarina, os antigos documentos continuam valendo normalmente. A diferença é que os novos usarão o número único, do CPF, como chave de consulta. “No futuro, a tendência é que seja adotado exclusivamente um documento unificado”, disse o órgão.