Início Bahia Rui critica ordem de reintegrar funcionários da Ebal: ‘Vou botar onde?’

Rui critica ordem de reintegrar funcionários da Ebal: ‘Vou botar onde?’

A juíza Marylúcia Leonesy da Silveira, da 28ª Vara do Trabalho de Salvador, condenou o Estado da Bahia a readmitir cerca de 1,7 mil empregados

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), criticou a decisão da juíza Marylúcia Leonesy da Silveira, da 28ª Vara do Trabalho de Salvador, que condenou o Estado da Bahia a readmitir cerca de 1,7 mil empregados da Empresa Baiana de Alimentos (Ebal), cuja privatização foi anunciada ainda no começo de seu governo mas ainda não efetivada.

Siga nosso Instagram: @seligacamacari | Confira as vagas de emprego: VagasEmCamaçari | VagasBahia

“O Estado tem que ser dono de supermercado? Quem paga isso? Quando cheguei tinha duas mil e tantas pessoas no mercado ineficiente. Eu tirei do bolso dos mais pobres R$ 60 milhões para tapar buraco. Isso que o juiz quer quando me manda reintegrar duas mil pessoas? Vou botar essas pessoas em supermercado onde? Eu já fechei as lojas. Vou pôr a venda agora. Se não vender, eu vou fechar”, disparou, durante inauguração da Policlínica de Jequié, nesta sexta-feira (22).

Rui não poupou críticas a decisões judiciais que tem recebido durante o mandato. “Eu fico me interrogando se um juiz acha que o governo tem um cofre abarrotado de dinheiro. Todo dia recebo decisão judicial. Fico me perguntando se eles não pensam que quem paga a conta são vocês. Prefiro gastar para construir banheiro sanitário”, completou.

Por Bahia.Ba