In√≠cio Salvador Rodovi√°rios entram em acordo e suspendem greve de √īnibus

Rodovi√°rios entram em acordo e suspendem greve de √īnibus

A greve dos rodoviários está suspensa. Após reunião nesta terça-feira (14), no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), no bairro de Nazaré, o Sindicato dos Rodoviários de Salvador entrou em acordo com os empresários e a paralisação prevista para quinta-feira (16) foi cancelada.

De acordo com o secretário municipal de Mobilidade (Semob) Fábio Mota, hoje, as partes firmaram acordo e os rodoviários decidiram aceitar a proposta de 5,1% de aumento para a categoria. Além disso, os empresários ofereceram um aumento de aproximadamente 9,5% no tíquete refeição, que passa de R$ 18,26 para R$ 20.

J√° o assessor de rela√ß√Ķes de trabalho do Cons√≥rcio Integra, Jorge Castro, disse que a reuni√£o, que durou aproximadamente duas horas, foi pac√≠fica. “Foi tudo muito tranquilo e chegamos a um acordo que agradasse √†s partes. Fizemos alguns ajustes solicitados, mas nenhuma concess√£o espec√≠fica, nenhuma mudan√ßa dr√°stica. Deu tudo certo”, resumiu.

O an√ļncio de que haveria greve foi formalizado pelos rodovi√°rios em uma publica√ß√£o oficial nas edi√ß√Ķes de s√°bado (11) e domingo (12) de um jornal da cidade. A categoria reivindicava 8% de aumento no sal√°rio e 15% no t√≠quete refei√ß√£o, e n√£o tinha ficado satisfeita com a proposta dos representantes da classe patronal, de 3,3% de reajuste.

Segundo informa√ß√Ķes da Integra, cons√≥rcio de empresas que administra o servi√ßo, a frota de Salvador atualmente conta com 2,4 mil √īnibus e 1,3 milh√£o de usu√°rios por dia.

Relembre
Os 13 mil rodovi√°rios da capital baiana haviam anunciado uma greve geral para o dia 16 de maio. Na √ļltima sexta-feira (10), a categoria chegou a se reunir com os empres√°rios na Superintend√™ncia Regional do Trabalho, na Avenida Tancredo Neves, mas a proposta de 3,3% de reajuste n√£o agradou.

Na √ļltima reuni√£o entre as partes, os rodovi√°rios tamb√©m exigiram medidas consideradas por eles como “sociais”, como um √īnibus para atender aos trabalhadores nos terminais de linha, diminuir o “turn√£o” realizado durante o plant√£o do final de semana, al√©m da prioridade para contrata√ß√£o de profissionais advindos da escolinha do sindicato.

√Ä √©poca, o presidente do Sindicato dos Rodovi√°rios, H√©lio Ferreira, criticou a oferta de reajuste de 3,3% dos empres√°rios. ‚ÄúOs empres√°rios querem dar 3,33%, √© desrespeitoso. Isso n√£o √© um comportamento de quem tem responsabilidade social com os baianos‚ÄĚ, declarou.

Em defesa, ap√≥s a reuni√£o, Jorge Castro disse que, desde 2013, os reajustes dos sal√°rios dos rodovi√°rios foram superiores √† infla√ß√£o e √† tarifa do transporte p√ļblico ‚Äď a situa√ß√£o foi agravada com a redu√ß√£o de passageiros.

‚ÄúDe l√° para c√°, a infla√ß√£o chegou a 49%, a tarifa aumentou em 42% e os trabalhadores tiveram um ganho salarial de 60%. Sem falar na queda do n√ļmero de passageiros em 19%. Diante disso, s√≥ podemos oferecer 3,33%. O sindicato √© quem n√£o quer conversar‚ÄĚ, justificou.

Os rodovi√°rios e o sindicato j√° tinham se reunido no dia anterior, quinta (9) para anunciar a greve. O encontro aconteceu na quadra de esportes do Gin√°sio dos Banc√°rios, na regi√£o dos Aflitos, em Salvador.

O estado de greve foi comunicado desde o dia 2 de maio, ap√≥s mais uma reuni√£o sem acordo entre as partes. O an√ļncio foi feito ap√≥s uma reuni√£o na sede do Minist√©rio do Trabalho e Emprego (MTE).

Por conta da campanha salarial, os rodovi√°rios chegaram a atrasar a sa√≠da de 600 √īnibus das garagens no dia 25 de abril, em tr√™s garagens diferentes do cons√≥rcio Integra, sendo uma da bacia amarela (Plataforma), uma da verde (OT Trans) e outra da linha azul (Salvador Norte). As empresas foram multadas – o valor n√£o foi informado pela Semob. (Por Correio da Bahia)