Início Camaçari Retomada da economia de Camaçari será dividida em duas fases; saiba quais...

Retomada da economia de Camaçari será dividida em duas fases; saiba quais estabelecimentos serão contemplados no primeiro momento

Retomada da economia de Camaçari será dividida em duas fases; saiba quais estabelecimentos serão contemplados no primeiro momento 1

Com 90 dias de suspensão dos serviços não essenciais a fim de conter o avanço da Covid-19, Camaçari começa a se preparar para a retomada da economia.

A Prefeitura de Camaçari, elaborou um Plano Estratégico para a reabertura parcial das atividades econômicas. O documento está distribuído por medidas e diretrizes que irão nortear a volta gradativa e segura dos trabalhos por setores.

Estruturado pelas secretarias de Governo ( Segov) e do Desenvolvimento Econômico (Sedec), o Plano Estratégico será apresentado oficialmente à categoria comercial em uma reunião nesta segunda-feira (22/6), às 15h. Conforme anunciado pelo prefeito Elinaldo Araújo em entrevista coletiva à imprensa, na noite desta sexta-feira (19/6), a primeira fase de flexibilização do comércio está prevista para ocorrer a partir do dia 1º de julho.

Mas, a proposta está amarrada a uma melhora no cenário da Covid-19 no município. Segundo o plano, na primeira fase de reabertura compreenderá quatro grupos: o primeiro, dos setores de saúde, beleza e estética; já o segundo, trata-se do comércio, que está dividido em tipo I e II, além de shoppings, feiras livres com gêneros alimentícios, dentre outros; o terceiro será dos bares, restaurantes, lanchonetes e afins, com serviço à La carte (à pedido); e o quarto grupo, são dos escritórios e prestadores de serviços.

Segundo a Segov, a segunda etapa da abertura dos estabelecimentos locais só será possível após a avaliação e observação dos resultados da primeira fase. Neste contexto, dentro do planejamento, o primeiro grupo desta segunda fase é composto pelos bares, restaurantes, lanchonetes e afins, com serviço à La carte (à pedido), em período integral e autoatendimento. O segundo grupo é do turismo, a exemplo de barracas de praia, hotéis e pousadas. Por último, o segmento de eventos, com a abertura dos centros de convenções, teatros, cinemas, dentre outros.

De acordo com o planejamento, os proprietários dos empreendimentos deverão cumprir as seguintes recomendações gerais: manter o distanciamento entre os clientes e colaboradores de dois metros; realizar controle do número de pessoas que adentram ao estabelecimento, de modo a proporcionar o respectivo afastamento, assim como também deixar os ambientes ventilados e com a garantia do espaçamento entre os cidadãos.

Será necessária a disponibilização de um tapete ou toalha umidificada com hipoclorito para higienização de sapatos; álcool em gel para limpeza das mãos na entrada do comércio; realizar de maneira frequente a limpeza das instalações e superfícies em que as pessoas tenham contato, além de afastar imediatamente os funcionários que apresentem sintomas respiratórios.

Ainda conforme o plano, sempre que possível, realizar agendamento dos clientes para a realização dos serviços; reorganizar a jornada de trabalho dos funcionários com escala diferenciada, de forma que o horário de entrada e saída recaiam fora dos horários de pico do uso do transporte público; e viabilizar transporte alternativo aos funcionários para evitar o uso de transporte coletivo.

Para a concretização do Plano Estratégico é fundamental a colaboração da população, que deve compreender que cada ação é uma escolha pela vida. O governo municipal segue empenhado com a aplicação de diversas medidas de enfrentamento ao coronavírus.

Entenda quais os estabelecimentos do comércio são contemplados na primeira fase de flexibilização:

Comércio tipo I: tecidos; armarinhos; eletrodomésticos; eletrônicos; informática; móveis; artigos para escritórios; estúdios de revelação e impressão fotográficas; gráficas; papelarias e livrarias; colchões; artigos para festa; chocolates e bombonieres; tabacarias; floriculturas; bancas de jornais e revistas; e comércio de animais vivo.

Comércio tipo II: vestuário; cama, mesa e banho; artigos esportivos; utilidades do lar; calçados, bolsas e demais acessórios; cosméticos e perfumarias; e joalherias e bijuterias.

Com informações do site Nossa Metrópole | Prefeitura de Camaçari