Início Notícias Reserva Sapiranga: Turistas são assaltadas em trilha de reserva ecológica na Praia...

Reserva Sapiranga: Turistas são assaltadas em trilha de reserva ecológica na Praia do Forte

“Tiveram a ousadia de pedir os comprovantes de acesso à reserva também”, detalhou a mãe das garotas

Quatro turistas foram assaltadas na manhã desta quarta-feira (18) durante um passeio na Reserva Sapiranga, próximo à Praia do Forte, distrito de Mata de São João. De acordo com informações de Janina Costa, suas três filhas adolescentes faziam a trilha acompanhadas de um tia e de um guia turístico quando foram abordadas pelos criminosos. “Elas saíram hoje cedo de Salvador, onde estão hospedadas na casa da minha irmã, para conhecer a reserva, que fica no Litoral Norte”, explicou em entrevista ao Correio24horas.

Segundo Janina, as meninas, que têm 12, 16 e 18 anos, e moram em Conceição do Almeida, distante 173 quilômetros de Salvador, ficaram assustadas com a situação. Ainda de acordo com a mãe das garotas, todos os pertences das quatro vítimas foram levados. “Levaram todas as bolsas com roupas, celulares, relógios. Tiveram a ousadia de pedir os comprovantes de acesso à reserva também”, detalhou.

Siga nosso Instagram: @seligacamacari | Confira as vagas de emprego: VagasEmCamaçari | VagasBahia

O assalto aconteceu no momento em que o grupo estava sob supervisão do guia. “Ele não fez nada. Nem na hora, nem depois, quando elas foram prestar queixa na delegacia de Praia do Forte”, contou. “A pessoa vai fazer um passeio desses acompanhada de um adulto, com a preocupação de pagar um guia turístico, e mesmo assim passa por esse tipo de situação. Elas nunca passaram por tamanho susto na vida”, afirmou.

Procurada, a delegacia de Praia do Forte confirmou o registro da ocorrência na tarde desta quarta-feira (18), no entanto, não deu mais informações sobre as investigações, que só começarão nesta quinta. Ainda não há informações sobre o guia contratado pelo grupo, nem confirmação se ele pertencia a alguma companhia turística que atua regularmente no local.

Fonte: Correio da Bahia