Início E.C. Vitória Reserva de luxo, Lucas Fernandes agora quer se firmar entre os 11

Reserva de luxo, Lucas Fernandes agora quer se firmar entre os 11

Lucas Fernandes foi utilizado por Carpegiani em oito dos nove jogos que tem à frente do Leão (Foto: Maurícia da Matta / ECVitória)

Por Correio 24h

No futebol, muitas vezes uma peça importantes de um elenco não ocupa a posição de titular. Homem de confiança, braço direito, carta na manga ou peça curinga. O nome, pouco importa. Fato é que Lucas Fernandes está em uma posição importante no grupo de Carpegiani.

Utilizado em oito dos nove jogos do treinador desde que chegou à Toca do Leão, o atacante só não atuou contra o Fluminense, por motivos contratuais. Desses confrontos, ele foi titular em apenas um, quando Rodrigo Andrade se machucou. Agora, é uma das opções para o duelo contra o Santos, sexta-feira (5), às 21h30, no Barradão, já que Neilton foi expulso.

O atleta, no entanto, não costuma iniciar as partidas no banco de reservas por não ter qualidade. Pelo contrário. Ele é considerado pelo treinador rubro-negro como uma peça importante para dar vida ao Vitória no segundo tempo, quando o time perde velocidade e fôlego.

Ter tanta moral com o técnico agrada a Lucas, mas ele admite que fica ainda mais feliz quando é eleito para começar jogando. “Eu sou um cara que, desde quando cheguei aqui, falei que queria estar pronto para qualquer situação, e isso não mudou, nem vai mudar. Eu sempre vou dar o meu melhor, mas claro que todo jogador quer começar jogando. Mas eu respeito e isso fica a critério do Carpegiani. Se ele optar por começar comigo, vou dar o meu máximo. Se optar por me colocar no banco, tudo bem também, vou me doar da mesma forma. No final das contas, se a vitória vier, é o que importa”, avaliou.

Com ou sem Lucas Fernandes na lista dos 11 que estarão perfilados na hora do hino nacional, o Vitória precisa vencer. O rubro-negro vem de três derrotas seguidas, contra Ceará, Botafogo e Internacional, e entrou na zona de rebaixamento – agora, o Leão é o 17º, com 29 pontos.

Arbitragem

Na rodada passada, quando perdeu para o Inter, por 2×1, o Vitória foi prejudicado pela arbitragem, que marcou um pênalti inexistente, convertido por D’Alessandro. O trio foi punido e apitará Série B, mas o confronto deixou um trauma em Lucas Fernandes, jogador envolvido no lance.

“A gente fica com receio por conta do último episódio. Vai ser difícil esquecer isso, não vou ser hipócrita de dizer que não. É uma coisa que preocupa, sim, mas a gente também vai tentar entrar no jogo para esquecer o que aconteceu o mais rápido possível e fazer nosso futebol”, resumiu o jogador.