Início Camaçari ‘Receba esse shalon’: dançarino de Camaçari viraliza nas redes ao lado dos...

‘Receba esse shalon’: dançarino de Camaçari viraliza nas redes ao lado dos filhos com vídeos com bordões cômicos e motivacionais

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE
Enderson Cobra e os gêmeos — Foto: Acervo pessoal

O dançarino baiano Enderson Cobra tem feito sucesso nas redes sociais. O baiano de Camaçari, na região metropolitana de Salvador, se tornou uma sensação nas redes na companhia dos filhos Caique e Cauã, os “gêmeos fexação” [sic], e tem viralizado nas redes.

Acompanhado de bordões como “Receba esse Shalon”, os vídeos de maiores sucessos do baiano tem a companhia dos filhos adotivos, que completam as palavras faladas pelo dançarino. O conteúdo motivacional e cômico tem sido utilizado por famosos nas redes sociais.

Na sexta-feira, a cantora e campeã do BBB21 Juliette Freire postou: “Não acabei de acordar, mas quero que vocês recebam esse shalon”. Enderson festeja cada comentário e tem na ponta da língua quem são as celebridades que tem se divertido às suas custas.

Enderson diz que tem aproveitado a fama porque é algo que sempre sonhou. “Isso era tudo o que eu queria. Sempre sonhei em ser reconhecido por minha arte. Desde pequeno, quando comecei a dançar em Camaçari, e era o único homem, no meio do grupo de mulheres, eu via na arte um escape. Sou gay e sempre sofri muito preconceito, mas na arte eu sempre consegui me expressar”.

Professor de dança, Enderson diz que começou a fazer vídeos durante a pandemia a pedido dos amigos, que o achavam uma pessoa engraçada. Após passar da dança para o humor, ele tentou a sorte fora da Bahia, em São Paulo, mas não se adaptou e voltou para Camaçari. A volta veio em forma de “shalon”.

View this post on Instagram

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

A post shared by *WENDERSON COBRA*🐍🌻 (@enderson_cobra)

“Na pandemia, eu fazia paródias, lives, e meus filhos pediram para participar. Aí veio o bordão que diz: ‘a vida do crente não é fácil’. Eu fiz muitos vídeos marcando famosos, como Carlinhos Maia, Tirulipa, mas não deu muito certo. Recentemente fui para São Paulo, mas não me adaptei. Fiquei com saudade e voltei”, disse.

“Um dia, eu estava indo trabalhar com meus filhos e gravei um vídeo. Só que naquele dia, eu tinha acordado muito chateado, estava de mau humor, mas pensei que não ia perder aquele dia. Na vida, a gente tem vivido muitos momentos difíceis. Então a mensagem tinha esse sentido de fazer sonhar, de ir à luta. Aí gravei no improviso com os meninos”, contou ao g1.

A palavra shalon tem origem no hebraica e significa paz. O desejo e a forma de falar de Enderson e dos filhos fizeram sucesso.

Enderson Cobra e os gêmeos têm feito sucesso nas redes sociais — Foto: Redes Sociais

“Eu sei o significado da palavra e era isso que eu queria passar na mensagem, essa paz mesmo, porque estava de mau humor, mas acho que a forma de falar foi que fez o sucesso. Gravamos no caminho do trabalho e da escola dos meninos. Quando eu cheguei no trabalho, o celular não parava de vibrar. O vídeo viralizou no Tik Tok, mas eu nem tinha conta lá. Tive que criar um. No instagram eu tinha cerca de 50 mil seguidores, depois do vídeos já passei dos 200 mil, e toda hora aumenta mais”, contou ao g1.

Até o fechamento desta reportagem, Enderson já somava 210 mil seguidores no Instagram e mais de 20 mil no Tik Tok, onde entrou recentemente.

Ele contou ao g1 que planeja entrar no ramo musical e também seguir fazendo humor. “Eu e os meninos vamos gravar com Las Bibas, uma banda de Recife, que fez um remix do ‘receba esse shalon’ e temos outras músicas também que vamos gravar. Além disso, eu quero fazer comédia stand-up. Atuar é algo que eu gosto muito.”

O dançarino conta que também recebeu mensagens ofensivas nas redes sociais, mas prefere levar com bom humor. “Recentemente eu fui atacado por um político que disse que eu estava aliciando os meninos. Eu pensei: ‘meu Deus, o shalon não chegou nesse homem’. Mas eu estou preparado. Eu sei que na internet estamos expostos a esse tipo de mensagem”, disse.

Porém é o carinho do público que Enderson tem guardado nos últimos dias. “Hoje eu caí no choro, mas de alegria. Estamos em Salvador para participações, gravações, e contratos de publicidade. Fomos para o Rio Vermelho e na Barra e todo mundo conhecia a gente. Enquanto a gente passava, o povo falava nossas frases, o shalon. É tudo o que sempre sonhei”, contou ao g1.

Com informações do g1 Bahia.