Início Brasil PT, PSTU, PCO e PTC não assinam documento contra disseminação de fake...

PT, PSTU, PCO e PTC não assinam documento contra disseminação de fake news

O candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad, foi ao TSE reclamar de conteúdos falsos divulgados por apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).


Por Bahia.Ba

Quatro dos 35 partidos existentes no país não aderiram a um termo de compromisso elaborado em junho deste ano pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para combater a disseminação de fake news nas eleições. Deixaram de assinar o documento PT, PCO, PSTU e PTC, de acordo com a Corte.

O candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad, foi ao TSE reclamar de conteúdos falsos divulgados por apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

Idealizado pelo então presidente do TSE, Luiz Fux, e pelo ministro Admar Gonzaga, o documento aponta que as legendas se comprometem a “manter o ambiente de higidez informacional, de sorte a reprovar qualquer prática ou expediente referente à utilização de conteúdo falso no próximo pleito, atuando como agentes colaboradores contra a disseminação de fake news nas eleições de 2018”.

Na época, assinaram o termo 28 siglas: Avante, DC, DEM, MDB, PCB, PCdoB, PMN, PR, PSDB, PDT, PHS, Novo, PPL, PP, PPS, PRB, PROS, PRP, PSC, PSD, PSL, PSOL, PSB, PTB, PV, Patriota, Rede e SD. Posteriormente, outras três legendas aderiram ao documento: PMB, PRTB e Podemos.