Início Destaque Procurador do caso Ba-Vi recebe ameaças de torcedores

Procurador do caso Ba-Vi recebe ameaças de torcedores

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

Hilarião apresentou ao CORREIO prints de WhatsApp ameaçando ele e sua família

Desde que foi sorteado pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia (TJD-BA) para dar conta das denúncias relacionadas ao Ba-Vi do último domingo (18), o procurador Hermes Hilarião tem sofrido repetidas e duras ameaças em seu número particular de celular.

Em contato com a reportagem do CORREIO, ele enviou o print de algumas das ameaças que vem recebendo por meio do aplicativo WhatsApp. São dezenas de mensagens (veja uma seleção abaixo).

Fora os palavrões e ofensas, chama a atenção as ameaças a Hermes e sua família. “Nós vai (sic) te buscar em casa, vai ser mais de dez cara na sua casa, vai matar você e sua família”, escreveu um deles. “Nem venha rebaixar meu Vitória que você não vai dormir de noite”, disse outro.

O procurador contou ainda que tem recebido ligações, até mesmo na madrugada. Ao atender algumas, relata que ouviu ameaças de pessoas que diziam saber onde ele trabalhava e sua família morava.

Advogado, Hilarião teve seu contato – que é seu número pessoal e profissional – divulgado em grupos de WhatsApp. Chegou inclusive a ser adicionado a alguns destes grupos, nos quais também sofreu ameaças.

“Felizmente, tenho os números registrados e tenho como provar tudo. Já recebi ligações de torcedores do Vitória me ameaçando para que de algum modo recuasse na denúncia. Mas, como procurador, tenho que fazer o meu trabalho de maneira correta e cumprir meu papel. Não vou deixar me abalar por conta disso”, disse Hilarião.

O procurador entregou as denúncias ao TJD-BA na última quinta-feira (22). Entre elas, pede a exclusão e rebaixamento do Vitória do Campeonato Baiano por ter forçado o encerramento do Ba-Vi, prejudicando, segundo ele, outras equipes envolvidas no torneio.

Hilarião também denunciou o técnico Vagner Mancini por ter forçado o encerramento do jogo, assim como o supervisor de futebol Mário Silva e três jogadores do rubro-negro pelo mesmo motivo. Quatro atletas do Leão e dois do Bahia foram denunciados por agressão, entre outras denúncias.

O julgamento de todas as denúncias está marcado para a terça-feira (27).

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

Confira os prints de WhatsApp com ameaças (contém conteúdo que pode ser ofensivo):