Início Destaque Pré-candidato faz refém em bar gay de Salvador e chama por Isidório

Pré-candidato faz refém em bar gay de Salvador e chama por Isidório

Pré-candidato faz refém em bar gay de Salvador e chama por Isidório 1
Por BNews

Um homem armou uma confusão no Espaço Cultural Caras & Bocas, voltado para o público gay, na Rua Carlos Gomes, em Salvador, na madrugada deste domingo (1). O rapaz, identificado como Edson Oliveira Lima Macedo, apelidado como Sinho Macedo, invadiu o espaço, danificou a estrutura e agrediu pessoas. Relatos de testemunhas dão conta de que ele fez uma mulher refém e chamou pelo nome do deputado federal Pastor Sargento Isidório (Avante).

Segundo informações da União Nacional LGBT Bahia, o agressor começou os ataques dentro de um ônibus que circulava a região da Av. Carlos Gomes. Em seguida, invadiu o Caras & Bocas e seguiu para o Âncora do Marujo. Ele só não invadiu o segundo estabelecimento por entrar em luta corporal com o dono e uma funcionária.

No Caras & Bocas, ele fez refém Alexsandra Leite, esposa da empresária Rosy Silva, proprietária do estabelecimento. A drag queen Valerie O’Rarah entrou em luta corporal para tentar conter o agressor. Ele disse que só sairia do local se com a presença de Isidório.

“Já prestei queixa e ele está solto. A gente está aguardando agora. Vamos amanhã na delegacia amanhã para ver o que vai acontecer. O bar vai abrir hoje. Foi um ataque homofóbico com tentativa de homicídio. Ele jogou ela na frente de um carro. A sorte que o carro conseguiu frear”, relata Rosy ao BNews.

Pré-candidato faz refém em bar gay de Salvador e chama por Isidório 2

Sinho Macedo foi conduzido pela Polícia Civil para a Central de Flagrantes e foi liberado. Na saída do local, ele voltou a armar confusão com as vítimas que foram prestar depoimento, sendo contido pelos agentes. Nas redes sociais, ele se identifica como empresário e proprietário Fazenda Pedra Grande, em Queimadas (BA).

Em um vídeo compartilhado na última sexta-feira, ele disse que estava retirando a pré-candidatura a prefeito de Mairi pelo partido Avante e se lançando como pré-candidato a vereador. Ele também revela que foi candidato a vereador e deputado estadual nas últimas eleições. Circulam também imagens onde ele apareceu ao lado de Isidório.

O BNews tentou entrar em contato com o deputado federal, mas não obteve êxito até a publicação desta reportagem.

Políticos e entidades repudiam ato
A União Nacional LGBT Bahia divulgou nota de solidariedade ao Espaço Cultural Bar Caras e Bocas, Bar Âncora do Marujo e as demais pessoas vítimas do ataque. “Tem sido recorrente a violência que se abate contra a comunidade em Salvador e Região Metropolitana, além disso não é a primeira vez que esses espaços culturais, que são voltados ao público e a temática LGBT, são vítimas de ataques e poucas, ou nenhuma, medidas são tomadas por parte dos agentes de justiça e do poder judiciário”.

A vereadora Marta Rodrigues (PT) também se manifestou. “O bar vem sofrendo diversos ataques nos últimos dois anos e a proprietária diz que já perdeu a conta. Desta vez, o bar foi invadido por um homem, durante apresentações de drags queens, que quebrou o local, agrediu pessoas e ameaçou de morte as proprietárias do local, Alexsandra Leitte e Rosy Silva. Por pouco não aconteceu uma tragédia. Não podemos compactuar com isso e vamos cobrar dos poderes públicos políticas públicas efetivas para essa população”, declarou a petista.

A Laroyê Comunicação e Cultura e da Caravana Lésbi de Saúde foi outra que divulgou nota: “O fato, amigas e amigos, é que nosso dinheiro é útil para os impostos, mas nossa existência são sombras que tentam esconder debaixo de escombros homofóbicos desta ‘sociedade brasileira decadente’. Mais uma vez estamos moralmente e fisicamente com nossa integridade violada, ferida e desrespeitada”.

Por BNews