Início Destaque Polícia apura “empréstimo” de crianças que pedem dinheiro em áreas movimentadas de...

Polícia apura “empréstimo” de crianças que pedem dinheiro em áreas movimentadas de Salvador; 25 são resgatadas

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE
Creditos da foto:divulgação/Polícia Civil

Cinco crianças que estavam sendo submetidas à prática de mendicância e outras 20 que também eram vítimas de exploração infantil foram encaminhadas para o Conselho Tutelar na quinta-feira (23/9), em Salvador.

O fato ocorreu durante uma operação batizada de Cinderela, deflagrada pela Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca).

Conforme a Polícia Civil, abordagens foram feitas nas regiões da Rótula do Abacaxi e na Avenida Luís Viana (Paralela), além de semáforos no bairro da Pituba. Todas as crianças encaminhadas ao Conselho Tutelar, algumas ainda bebês de colo, foram até o local acompanhadas dos responsáveis.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

Após os depoimentos serem colhidos pelos agentes, a Dercca abriu inquérito para investigar o crime de exploração infantil. As vítimas foram encaminhadas sob responsabilidade de outros familiares. Além disso, a unidade especializada também encaminhou as famílias para análise da possibilidade de serem integrados a programas sociais.

“Recebemos informações que crianças eram emprestadas ou alugadas para adultos e praticavam a mendicância, em semáforos e outros locais com movimentação na cidade. Existe um contexto social que não podemos deixar de lado. A exploração dessas crianças é crime, mas o combate a estas práticas também passa pelo viés do acolhimento”, afirmou a titular da Dercca, Simone Moutinho.

Com informações do Aratu ON