Início Política PM que reagiu a assalto e matou bandido no dia das mães...

PM que reagiu a assalto e matou bandido no dia das mães em SP é eleita

A cabo da Polícia Militar de São Paulo Kátia Sastre, de 42 anos, que ficou conhecida por matar um ladrão em frente a uma escola em Suzano, em São Paulo, em maio deste ano, foi eleita deputada federal. Com 264 mil votos, a policial foi a sétima mais votada no estado.

Kátia ficou conhecida por ter atirado em um homem armado que acabara de anunciar um assalto, no dia das mães, em frente à escola onde a filha de 7 anos da policial estudava. Imagens de uma câmera de segurança flagraram o momento em que o criminoso, com uma arma na mão, mira em um funcionário do colégio.

A reação da PM demorou cinco segundos

A cabo sacou o revólver calibre .38 e atirou contra Elivelton Neves Moreira, de 21 anos. Ele não resistiu e morreu. A PM não estava em horário de serviço, reagiu à tentativa de assalto e conseguiu render Moreira. Ela fazia parte do grupo de mães e crianças que esperavam a abertura do portão da escola.

O caso ganhou repercussão pela atitude da policial militar. O então governador de São Paulo, Márcio França (PSB), prestou homenagem a policial. O político foi até o 4º Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar, na zona leste da capital paulista, exaltou a ação da agente Katia Sastre e a presenteou com flores.

A ação de Kátia repercutiu em todo o país, com os vídeos tendo milhões de visualizações na internet e fazendo com que a cabo recebesse uma homenagem do governador do estado, Márcio França. Homenagem que, inclusive, foi reprovada pela cúpula da PM, que viu nela um incentivo às pessoas reagirem a assaltos —o contrário do que a instituição recomenda.