Início Bahia Petrobras assina contrato para venda da Refinaria Landulpho Alves

Petrobras assina contrato para venda da Refinaria Landulpho Alves

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

Nesta quarta-feira (24), a Petrobras assinou o contrato para venda das ações da empresa que deterá a Refinaria Landulpho Alves (RLAM) e seus ativos logísticos associados, com a MC Brazil Downstream Participações, empresa do grupo Mubadala Capital. O valor da venda foi de US$ 1,65 bilhão.

De acordo com a petroleira, o contrato prevê ajustes no valor da venda em função de variações no capital de giro, dívida líquida e investimentos até o fechamento da transação, e que a operação está sujeita ao cumprimento de condições precedentes, tais como a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

A Petrobras afirma que manterá normalmente a operação da refinaria e de todos os ativos associados, até o cumprimento das condições precedentes e o fechamento da transação.  Após o fechamento, a Petrobras continuará apoiando a Mubadala Capital nas operações da RLAM durante um período de transição. Isso acontecerá sob um acordo de prestação de serviços, evitando qualquer interrupção operacional.

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) defende a necessidade de intervenção do Ministério Público Federal (MPF), para apurar o processo de venda da refinaria. A FUP alega que a venda foi feita por um preço abaixo do valor de mercado.

Situada em São Francisco do Conde, a RLAM possui capacidade de processamento de 333 mil barris/dia (14% da capacidade total de refino de petróleo do Brasil), e seus ativos incluem quatro terminais de armazenamento e um conjunto de oleodutos que interligam a refinaria e os terminais totalizando 669 km de extensão.