Início Camaçari Petrobras abre processo para interessados em arrendar a Fafen de Camaçari

Petrobras abre processo para interessados em arrendar a Fafen de Camaçari

Petrobras abre processo para interessados em arrendar a Fafen de Camaçari 1
(Foto: Reprodução)

A Petrobras iniciou um processo nesta quinta-feira (10) para buscar interessados no arrendamento de suas fábricas de fertilizantes nitrogenados, localizadas na Bahia (Fafen-BA) e em Sergipe (Fafen-SE). Segundo o jornal Folha de S. Paulo, a estatal não teria mais interesse em permanecer no setor e já havia anunciado a suspensão das operações.

A decisão atende ao pleito dos governos dos estados, que não querem ter possíveis prejuízos com os fechamento das unidades, como a perda de empregos e dificuldades com as receitas.

A companhia está impossibilitada de vender controle de subsidiárias por liminar do STF (Supremo Tribunal Federal) e já havia previsto em seu balanço perdas com a paralisação total das indústrias.

No comunicado, a Petrobras diz que abrirá um prazo para a manifestação das empresas interessadas em participar da licitação para o arrendamento.

Petrobras abre processo para interessados em arrendar a Fafen de Camaçari 2

“A transferência da operação depende da existência de interessados habilitados na etapa de pré-qualificação e da realização do processo de licitação”, diz o documento. Além das duas fábricas, a Petrobras incluiu os terminais marítimos de amônia e ureia do porto de Aratu, na Bahia.

De acordo com a Folha de S. Paulo, a hibernação das fábricas foi anunciada desde março de 2018, sob a justificativa de que o negócio de fertilizantes não está mais nos planos da estatal. Na ocasião, a empresa relatou que as duas fábricas deram prejuízo de R$ 800 milhões em 2017. No fim daquele ano, antes da liminar do STF, contabilizou perda de R$ 1,3 bilhão com os ativos, diante da baixa probabilidade de venda.

O objetivo da Petrobras era iniciar o processo de hibernação das unidades até o fim do primeiro semestre de 2018. No entanto, a medida foi adiada devido aos pedidos dos estados, que solicitaram outras alternativas para manter as unidades em funcionamento.

Na Fafen-BA, a hibernação foi iniciada nas últimas semanas. Conforme as informações da Federação Única dos Petroleiros (FUP), a produção foi totalmente paralisada na última sexta-feira (4).

A hibernação das duas unidades continuará, em paralelo à busca por novos operadores. O processo se refere somente a paralisação, mas também a adoção de ações para a conservação dos equipamentos e prevenção de impactos ambientais.