Início Famosos Perfil falso de Bruno Magnata pede “nudes”, divulga vídeos íntimos e ameaça...

Perfil falso de Bruno Magnata pede “nudes”, divulga vídeos íntimos e ameaça mulheres; “pensei não ser fake”

Perfil falso de Bruno Magnata pede "nudes", divulga vídeos íntimos e ameaça mulheres; "pensei não ser fake" 1
Crédito da Foto: Facebook

Uma moradora do bairro São Marcos, em Salvador, teve imagens íntimas vazadas nas redes sociais e está sendo vítima de estelionato. O crime foi cometido por um perfil falso no Facebook que leva o nome do vocalista da banda baiana Lá Fúria, Bruno Magnata.

A vítima resolveu contar seu drama ao Aratu On sob a promessa de ter o nome preservado e, por isso, será chamada de Carol* nesta reportagem. Segundo ela, tudo começou em abril de 2019 quando comentou uma fotografia no perfil oficial do artista no Instagram. O comentário foi respondido por um suposto segundo perfil dele. O criminoso pediu para que ela o adicionasse no Facebook alegando que a rede social era melhor para um bate-papo.

“Eu fui no perfil [falso] e lá tem quase 9 mil seguidores. Pensei [comigo mesma]: ‘não pode ser fake'”, disse a mulher, de 31 anos. Ainda no Facebook, os dois trocaram conversas e número de telefone. Em seguida, deram início à troca de mensagens por meio do Whatsapp.

“Ele me mandou um áudio e a voz é igual a do cantor. Ele chegou a mandar vídeos da casa onde o verdadeiro vocalista mora. Daí, ele me mandou o endereço de um apartamento para que eu fosse até ele para que nos relacionássemos. Após a recusa do convite, o suspeito mudou de estratégia. “Ele mandou mensagem, dizendo: ‘já que você não confia em mim para vim até o meu apartamento, vamos fazer uma chamada de vídeo'”.

AMEAÇAS

Carol* acabou cedendo às investidas e realizou a tão solicitada chamada. O suposto artista alegou que não poderia mostrar o rosto por medo que o vídeo acabasse caindo nas redes sociais. “Eu acreditava que fosse realmente ele pois a pessoa postava fotos do cantor, sem camisa, postava status, mandava áudios por isso eu fiz. Qual é a mulher ou o homem que nunca namorou pelo telefone?”, questionou a vítima.

Ao longo do período de um mês, três videochamadas foram realizadas pelos dois. Em determinado momento, o homem pediu para que a mulher fizesse um video nua, em posição erótica, e enviasse para ele. “Eu fiquei horrorizada, ‘né’?! Me recusei. Quando eu disse que não faria, esse homem começou a ser totalmente grosseiro e falou: ‘você não vai fazer não? Me aguarde!’. Em seguida, sumiu das redes sociais”, sustentou.

Após cinco meses sem se comunicarem, o suspeito retornou a entrar em contato com a vítima no último sábado (25/1) o homem procurou Carol* alegando que precisava falar com ela urgentemente. A mulher alegou que o impostor voltou a pedir que ela gravasse o tal vídeo onde ela aparecesse nua. “Eu estava no salão onde eu trabalho e ele me ligou, mandando eu ir no banheiro e tirar a roupa. Eu neguei e ele disse que seria pior para mim”.

O suspeito, que já faz outras vítimas segundo Carol*, ameaçava enviar os vídeos realizados anteriormente para o marido dela. “Eu falei que preferia morrer a fazer o que ele queria. Ele disse que sabia onde eu morava que ia acabar com minha imagem e eu sustentei. Prefiro morrer a gravar esse vídeo”, desabafou. O Aratu On obteve as ameaças, que foram feitas por meio do aplicativo Messenger, do Facebook.

Perfil falso de Bruno Magnata pede "nudes", divulga vídeos íntimos e ameaça mulheres; "pensei não ser fake" 2

Perfil falso de Bruno Magnata pede "nudes", divulga vídeos íntimos e ameaça mulheres; "pensei não ser fake" 3

DENÚNCIA

O estelionatário fez o prometido: divulgou no perfil da mulher um dos vídeos já feitos no Facebook e marcou o marido dela e todos os amigos. “Eu tive que sair de casa com vergonha e culpa. Meu marido e eu não nos falamos desde o sábado. Toda a minha família já viu. Na rua onde eu moro estão comentando. Recebi, inclusive, mais de mil mensagens de homens pedindo para que eu fizesse novos vídeos e mandasse para eles”, lamentou.

A vítima precisou procurar a 10ª Delegacia Territorial (DT/Pau da Lima), que deve repassar para Grupo Especializado de Repressão aos Crimes por Meios Eletrônicos investigar o caso. O perfil suspeito já acumula mais de 8.200 seguidores. E um detalhe chamou a atenção: todos os seguidores são mulheres. Carol* alega que é preocupante, diante dos fatos, o número de outras vítimas que o suspeito poderia ter feito.

“Ele disse que eu nunca poderia encontrar ele pois os perfis são falsos e o número é de um telefone roubado. Eu quero Justiça, que isso pare!”.

OUTRO LADO

A Lá Fúria e Bruno Magnata são também vítimas nessa situação. Ouvido pelo Aratu On, o empresário da banda, Jorge Sacramento, disse que foi informado sobre o crime e acrescentou que o grupo vai lançar uma campanha, inclusive nas redes sociais, para que os fãs denunciem a página.

Mas como fazer essa denúncia? Basta entrar no link e, ao lado da “mensagem”, clicar nos três pontos. Em seguida, só informar ao Facebook que a página é de uma pessoa que está se passando por outra.

Perfil falso de Bruno Magnata pede "nudes", divulga vídeos íntimos e ameaça mulheres; "pensei não ser fake" 4