Início Salvador Pedido de policial militar é negado e Kannário não pagará indenização por...

Pedido de policial militar é negado e Kannário não pagará indenização por ofensas à PM

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

O cantor e deputado federal Igor Kannário foi absolvido de uma ação, movida por um policial militar, por ofensas do artista à corporação militar durante um show em um trio elétrico, no Carnaval de Salvador de 2020. De acordo com o ConJur, a 2ª Turma Recursal dos Juizados Especiais de Salvador confirmou a sentença negando a indenização.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

Na ocasião, foliões estavam acompanhando a performance de Kannário quando, em certo momento, o parlamentar parou de cantar ao perceber uma confusão entre policiais militares e foliões. Com microfone em mãos, ele repudiou a ação dos agentes: “Isso é abuso de poder, abuso de autoridade. Eu quero uma vaia para a Polícia Militar da Bahia”.

As imagens viralizaram nas redes sociais e o caso ganhou bastante repercussão na mídia. Além de chamar os policiais de “agressores”, Kannário também provocou os agentes ao dizer “venha me bater aqui em cima, seu bunda mole”.

O autor do pedido é policial militar na Bahia e atribuiu à causa o valor de R$ 20 mil. O agente não estava em atuação no evento, mas argumentou que a manifestação de Kannário contra a PM-BA também o atingiu e que por isso, ele merecia ser indenizado por danos morais.

Com informações do VNotícias