Início Esportes Para virar o turno no G4, Bahia precisa vencer o Atlético-GO no...

Para virar o turno no G4, Bahia precisa vencer o Atlético-GO no Serra Dourada

É para fechar com chave de ouro. Hoje, às 21h30, o Bahia faz sua última partida do primeiro turno da Série B contra o Atlético-GO, no Serra Dourada, e precisa vencer para se garantir no G-4 sem depender de outros resultados. O canal Sportv transmite.

A missão é entrar no clima dos goianos e pegar o primeiro avião com destino à felicidade. A primeira parte da viagem está no fim e precisa ser concluída com sucesso. Com 32 pontos, o Bahia é o quarto colocado  e, se vencer, terminará a 19ª das 38 rodadas no mínimo em terceiro lugar, devido ao confronto entre América-MG re Botafogo, amanhã. Em caso de empate em Minas e derrota do Vitória hoje para o Santa Cruz, um triunfo deixa o tricolor na liderança. Se perder, o Bahia pode virar o turno em sexto lugar.

Sem Kieza, Zé Roberto pode ganhar chance no time titular em Goiânia (Foto: Mauro Akin Nassor/Correio)

Para alcançar voos mais altos, o técnico Sérgio Soares conta com um importante retorno ao time. Vice-artilheiro do time no ano com 12 gols, o atacante Maxi está recuperado de lesão e à disposição.

Dono do terceiro melhor ataque da Série B com 26 gols marcados, o Bahia terá pela frente o time de pior ataque da competição, com 13 gols. Em 14º com 22 pontos, o Atlético Goianiense briga para se afastar da zona de rebaixamento.

Apesar da disparidade, o Bahia precisa ter cuidado. O tricolor não terá o atacante Kieza, que machucou o tornozelo e ficará longe dos gramados por até dez dias.

Zé ou Maxi
Sérgio Soares não revela o time que mandará a campo, mas a única dúvida é no ataque. Ele pode optar pela entrada de Maxi ou por Zé Roberto  – que perdeu o voo por problemas no carro e viajou separado do restante do elenco – ao lado de Alexandro. “A ideia é procurar, dentro da nossa formação, ter um jogador com as características do Kieza para que a gente não fique mudando muito”, comentou o treinador, dando indício de que Zé Roberto é o favorito.

Não é apenas a formação do time que preocupa. O técnico também chama atenção para o fato do jogo ser no Serra Dourada, estádio que possui um gramado com dimensões superiores à da Fonte Nova. Para Soares, isso será um aliado na partida. “Temos um jeitão de jogar, que é procurar ter posse de bola. O campo do jogo permite muito mais isso. Acaba sendo bom, até porque o próprio Atlético evoluiu muito nas últimas rodadas, o que nos obriga a ter mais posse”, analisa o técnico, que considera fundamental encerrar o turno com triunfo.

“A Série B este ano está muito mais equilibrada do que nos últimos tempos. Antes, nessa fase que estamos, já tinha sempre um time na frente. Hoje, não. Até o 9º colocado, todo mundo está na briga pelo acesso e não podemos vacilar”, adverte Sérgio Soares, que já sabe o caminho que vai seguir para buscar o acesso.

“Não tem segredo. Primeiro, tem que ter equilíbrio e, para isso, não podemos perder atletas no segundo turno, porque pode comprometer todo o trabalho. Lesões e cartões vão acontecer, mas tem que ficar ligado”.

*Correio da Bahia