Início Destaque PÂNICO EM ABRANTES: Áudios de supostas facções apavoram moradores do distrito

PÂNICO EM ABRANTES: Áudios de supostas facções apavoram moradores do distrito

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE
26ª Delegacia Territorial de Vila de Abrantes — Foto: Divulgação

Diante da notícia que uma facção de Portão, em Lauro de Freitas, invadiria a localidade de Mutirão, em Catu de Abrantes, por conta do sumiço de um músico que tocou em Vila de Abrantes no último final de semana, a população se apavorou com a possibilidade de confronto entre traficantes. O site Portal Abantes recebeu inúmeras mensagens de internautas com medo da situação e buscou esclarecimentos na 26ª Delegacia Territorial (DT) do distrito.

Em entrevista, Dra. Danielle Monteiro disse que junto com a Polícia Militar (PM), chamou as forças especializadas para atuarem no caso. “Se os moradores observarem, Abrantes está cheia de policiais. Temos RONDESP, o CIPE Polo, desde segunda-feira, todos atentos a qualquer informação. A 59º com todo efetivo nas ruas. Eu nunca vi Abrantes tão bem policiada”, exaltou.

A delegada titular aproveitou para tranquilizar a população. “Primeiro lugar, não envolve Vila de Abrantes, Jauá, Arembepe, essa região daqui. Envolve Catu de Abrantes, a parte do Mutirão exclusivamente. Segunda coisa importante, as polícias militar e civil estão de fato agindo para combater qualquer tipo de ação nesse sentido, com um trabalho ostensivo e investigativo, e pode ter certeza que estamos trabalhando com a finalidade de garantir a segurança da população”, enfatizou Dra. Danielle.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

Áudios de supostos traficantes comunicando a invasão com frases como “o bagulho vai virar”, “nós quer o corpo”, “vai cair muita gente”, estão sendo propagados. Assim como mensagens de motoristas de aplicativos e do transporte público, alertando que os colegas não devem realizar viagens para a região de Catu de Abrantes.

Tem vídeo que mostra um ônibus que passava pela ponte do Rio Joanes parado por supostos traficantes, que teriam mandado o motorista atravessar o veículo no meio da pista, levando a chave e fugindo em destino ignorado. Os passageiros desceram em pânico do transporte público. 

Alguns comerciantes em Abrantes decidiram baixar as portas mais cedo por segurança.

Entenda o caso:
Um músico, identificado como Renato Santos Evangelista Sobrinho está desaparecido desde o último domingo (21/11), após fazer um show em Vila de Abrantes, costa de Camaçari. A suspeita é que o jovem, de 23 anos, foi morto por traficantes e que o corpo estaria enterrado em uma localidade conhecida como Mutirão, em Catu de Abrantes.

Uma operação foi montada com a ajuda da Coordenação de Operações Especiais da Polícia Civil (COE) e apoio da 26ª Delegacia Territorial (DT) de Vila de Abrantes, que apura o caso, em busca de pistas sobre o jovem, após informações inicias de amigos da vítima. Renato teria sido acusado pelos traficantes de Mutirão, de fazer parte da facção de Portão. Os músicos da banda foram ouvidos pela Polícia Civil.

Na última quarta-feira (24), familiares de “Renatinho” como é conhecido, fizeram uma manifestação na BA-099 (Estrada do Coco) para pedir Justiça. O grupo saiu da região de Portão com destino à região conhecida como “Mutirão”. A 52ª Companhia Independente da PM (CIPM/Lauro de Freitas) acompanhou o protesto e organizou o trânsito. 

Fonte: Portal Abrantes