Início E.C. Vitória Página ‘O Canal do Leão’ chama jogador do Vitória de ex-ladrão de...

Página ‘O Canal do Leão’ chama jogador do Vitória de ex-ladrão de carteiras e é acusada de racismo


Por BNews

O que parecia ser apenas uma brincadeira acabou se tornando alvo de críticas e acusação de racismo. Depois do triunfo do Vitória diante do Atlético Mineiro, no Barradão, neste domingo (26), um dos destaques do time, o zagueiro Lucas Ribeiro, foi o personagem alvo de uma publicação da página ‘O Canal do Leão’, no Instagram, que utilizou um trocadilho, no mínimo infeliz, para se referir ao atleta.

O perfil publicou uma foto antiga do jogador de 19 anos, revelado na base do Rubro-Negro, e o chamou de ex-ladrão de carteiras. “Lucas Ribeiro roubava carteiras na Barra e agora rouba bolas na Série A!”, escreveu na legenda da postagem.

No entanto, diversos seguidores passaram a criticar a publicação. “Racista. Opressor”, comentou um internauta. “Pesado”, disse outro. “Sua sorte é que você não é @cocielo”, lembrou outro se referindo ao humorista recentemente acusado de racismo por posts antigos em seu perfil no Twitter.

Apesar das críticas e comentários negativos, o administrador da página, Alex Bittencourt, optou por rebater os próprios seguidores, através do stories, e fez desabafos recehados de xingamentos e ofensas aos internautas que criticaram a postagem, inclusive os bloqueando.

Além dos internatuas, quem também criticou a publicação, considerada racista, foi Enderson Araujo, comunicador baiano que ficou conhecido após criação do projeto ‘Mídia Periférica’. Em carta aberta, assinada com uma integrante da torcida Os Imbatíveis, Elizabete Dantas, ele recriminou a “brincadeira”.

Página “O Canal do Leão” realiza publicação RACISTA!

Mais uma vez nos deparamos com manifestações do racismo nosso de cada dia. Destaque da partida entre Vitória x Atlético/Mg, o garoto Lucas Ribeiro de 19 anos, revelado pela base, é um jovem negro e criado na periferia, e que sofreu acusações odiosas sob o véu da “brincadeira”.

Enquanto a mídia esportiva baiana rasgava elogios ao atleta que enfrentou inúmeras dificuldades e chegou a pensar em desistir de ser jogador, uma página em uma rede social chamada “O Canal do Leão” aproveitou o momento para exteriorizar todo o seu preconceito ao publicar a foto de um jovem negro com a legenda “Lucas Ribeiro roubava carteiras na orla, hoje rouba bolas na série A”.

A associação direta que se faz de negros e pobres à ideia de criminalidade expressa a naturalização de concepções racistas, bem ao estilo lombrosiano, que cunhou a noção do “criminoso nato”, ideia ainda tão socialmente difundida e que traz implicações diretas na vida – e morte – de milhares de jovens “confundidos” com criminosos.

A Bahia é o estado com maior numero de afrodescendentes fora da África, cerca de 78% da população. Campanhas foram criadas pela CBF para inibir ações de racismo dentro de campo, porém estas ainda não alcançaram as arquibancadas.

Lucas é um jovem guerreiro, que conseguiu realizar seu sonho de jogar futebol com muito esforço e que nunca roubou carteiras como dito na publicação.

“Brincadeiras” como essa precisam parar! Ao se referir a Embapee, craque da França, um outro “humorista” disse que ele “poderia fazer arrastão na praia” por conta de sua velocidade. Agora a página “O Canal do Leão” acusa Lucas Ribeiro de ser ladrão, o que é mentira e somente expressa o RACISMO estrutural, irresponsável e perverso que circunscreve tal publicação.