Início Camaçari Operação Lilith: Homem é preso suspeito de estuprar os filhos em Camaçari

Operação Lilith: Homem é preso suspeito de estuprar os filhos em Camaçari

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE
Investigado por estuprar filhos e suspeito de homicídios são presos em operação policial na região de Salvador — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Dois homens foram detidos por mandados de prisão durante mais uma fase da Operação Lilith, na quinta-feira (17). Um deles é investigado por estuprar os próprios filhos em Camaçari, e o outro por matar um homem em Lauro de Freitas, ambas cidades na região metropolitana de Salvador.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

Nenhum dos suspeitos teve nome divulgado pela polícia. O homem investigado por estuprar os filhos tem 54 anos. Ele foi encontrado em Arembepe, localidade de Camaçari. O suspeito estava foragido desde 2018 e será levado para o sistema prisional.

Já o segundo, foi encontrado no Loteamento Jardim Metrópole, em Itinga, bairro de Lauro de Freitas. Ele é suspeito de matar um homem identificado como Davi dos Santos Neri, no dia 2 de maio, próximo ao Largo do Caranguejo, na mesma cidade.

Operação Lilith
A Operação Lilith começou em março deste ano, para combater homicídios na região metropolitana de Salvador.

Uma pessoa foi presa nesta primeira fase. No dia 20 de maio, outros quatro homens foram detidos em Candeias. Dois tinham mandados por homicídio, um era condenado por estupro e outro por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Já no dia 21 de maio, outro suspeito de homicídios cometidos em Dias D’ávila, também na região metropolitana de Salvador, foi preso pela operação, mas na cidade de Caldas Novas, em Goiás. No dia 29 do mesmo mês, um condenado por tráfico de drogas e porte ilegal de arma foi preso em Candeias.

Com informações do G1