Início Simões Filho Mulher sofre com câncer e pena em cima de uma cama por...

Mulher sofre com câncer e pena em cima de uma cama por causa da regulação em Simões Filho

Por Simões Filho Online

Valdelice Alves Pereira, 54 anos (Foto: Simões Filho Online)

A dona de casa Ana Claudia Pereira, 23 anos, moradora do Residencial Preto Velho do Programa Minha Casa Minha Vida, localizado no bairro Tiro Seguro, procurou o Simões Filho Online para buscar ajuda para sua mãe Valdelice Alves Pereira, 54 anos que reside no mesmo local.

Segundo Ana, sua mãe uma pessoa humilde, que criou seus 11 filhos com muitas dificuldades, mas nunca deixou faltar o alimento, e sempre acordou cedo para ira a luta, porém, há 1 ano já não consegue mais trabalhar, nem fazer suas atividades domesticas, pois está sofrendo com fortes dores que a leva a passar dia e noite deitada.

O Câncer

Após realizar vários exames, dona Valdelice descobriu que seus rins já não funcionavam bem, e há 5 anos teve que ser acometida a uma cirurgia de urgência para retirada de um dos órgãos. O procedimento cirúrgico bastante complicado, deixou uma enorme cicatriz devido aos mais de cinquenta pontos que foram aplicados no local. Valdelice, que sente muita dor e não consegue se alimentar direito, pois tudo que ingere causa inchaço na barriga, depois de anos de operada descobriu que o único pedaço de rim que ainda lhe resta já não funciona mais, e possivelmente o câncer já se instalou em seu órgão.

O drama da família

Preocupados com a situação, familiares que constantemente levam a dona de casa para o Hospital Aristides Maltez, para que ela possa realizar um exame de Ressonância solicitado pelo médico que acompanha o caso, mas infelizmente não conseguiram ainda obter boas notícias, pois, ao chegar a unidade hospitalar são sempre informados que é necessário procurar a Central de Regulação do Estado para que o exame seja feito pelo SUS.

Segundo informações da filha a família já procurou a regulação para fazer a marcação, e a mais de um ano espera a autorização da Central para realizar a ressonância, mas a cada dia a situação da mãe vem piorando e ela precisa realizar o procedimento para fazer uma nova cirurgia e ser encaminhada para Hemodiálise.

A família que não tem condições nenhuma de pagar o exame de Ressonância na rede particular e já não suporta mais ver o sofrimento da dona de casa, que já não consegue nem dormir devido as fortes dores, resolveu fazer um apelo a população para conseguir ajuda.

“Quem tem sua mãe sabe o quanto dói vê-la sofrer. Ninguém quer perder sua mãe, enquanto eu puder vou lutar por ela, e peço encarecidamente que quem puder me ajude, pois não aguento mais ver minha mãe nessa situação. Estou fazendo um apelo pois estamos desesperados e não temos nenhuma condição de pagar para fazer o exame” salientou Ana, que acompanha a mãe na luta diária para realizar a ressonância.

Como ajudar?

Quem puder ajudar deve entrar em contato com a redação do Simões Filho Online, por meio do WhatsApp 71 98652-3364.

(Foto: Simões Filho Online)