Início Salvador Mulher que comunicou desaparecimento de filha após esfaquear marido diz que brinquedo...

Mulher que comunicou desaparecimento de filha após esfaquear marido diz que brinquedo erótico motivou briga

Mulher que comunicou desaparecimento de filha após esfaquear marido diz que brinquedo erótico motivou briga 1
Crédito da Foto: reprodução/Facebook

A jovem de 22 anos que usou as redes sociais para comunicar suposto o desaparecimento da filha voltou a usar o Instagram nesta segunda-feira (27/7) para contar uma nova versão do que ocorreu no último dia 18 de julho, na Rua Aristides de Oliveira, no bairro de Santa Mônica, em Salvador.

Émile Nascimento Bispo disse que já prestou depoimento na 2ª Delegacia Territorial (Liberdade) para esclarecer os motivos que levaram ela a desferir um golpe da faca no peito do companheiro e pai da filha, Antônio Oliveira Souza, de 73 anos. Ela reforçou que agiu em legítima defesa. Por meio de nota, a assessoria de imprensa da Polícia Civil confirmou que a mulher esteve na unidade dias depois do caso.

Émile narrou no Instagram que o marido ficou descontrolado após encontrar uma prótese peniana entre os seus pertences. A baiana informou, ainda, que o companheiro, tomado por uma fúria por conta do objeto erótico, avisou que iria matá-la. Houve uma discussão e, ao ver o idoso com uma arma nas mãos, ela agarrou uma faca, esfaqueou-o e fugiu da cena do crime, deixando a criança . Ela sustenta que não sabia onde estava a filha.

Os vizinhos que, segundo a Polícia Civil, ficaram com a menina, declararam que não estavam com ela. A mulher relata que chegou a procurar a bebê na casa de familiares do marido e, após não encontrá-la, decidiu recorrer às redes sociais. “Eu vou lutar para ter a minha filha comigo, até porque eu fiz o que fiz pelo medo de morrer. Antônio me pegou com 15 anos e eu não confio nele com a minha filha”, narrou.

Antes desta novidade, divulgada na segunda-feira, Émile chegou a dar outras duas versões para o caso: que a criança havia sido sequestrada durante uma tentativa de assalto e que quatro homens morenos, e em um carro, levaram a menina. A avó, identificada como Índia Araújo, chegou a dizer que havia encontrado uma gravação com provas de que o idoso era agressivo.

https://www.instagram.com/tv/CDJjtMwp3Dh/?utm_source=ig_embed

por Aratu On