Início Eventos Mulher filmada em cena de sexo durante show de Henrique e Juliano...

Mulher filmada em cena de sexo durante show de Henrique e Juliano faz revelação bombástica sobre o ocorrido; confira

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

Um show realizado pela dupla Henrique e Juliano, no último dia 5, em Goiás, rendeu diversos vídeos inusitados que viralizaram na web. Dentre eles, uma filmagem que vem dando muita dor de cabeça para a cabeleireira Géssica Gomes dos Santos. A moça aparece protagonizando uma cena de sexo no evento.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

Em entrevista ao G1, ela afirmou que acabou sendo estuprada e não se lembra de metade do ocorrido. “Eu lembro de estar bebendo cerveja, depois de uma luz no meu rosto e de falar ‘apaga a luz’, mas não tinha noção do que estava acontecendo, muito menos de que tinha alguém filmando. […] Minha vida não é mais a mesma depois dessa exposição toda. Eu quero expor a minha versão”, disse.

Géssica ainda comentou sobre os boatos de que ela e o marido teriam gravado acena, pois ganhariam uma garrafa de uísque em troca de sexo. “Eu jamais faria uma coisa dessas, nem uísque eu bebo. Meu marido também nunca deixaria isso acontecer. Quem filmou e enviou o vídeo também divulgou meus perfis nas redes sociais e meu número”, afirmou.

A cabeleireira também revelou que a filmagem tem afetado seu trabalho e a vida de sua família, além de que ela vem recebendo diversas mensagens ofensivas nas redes sociais, de pessoas julgando e criticando o incidente. Ao procurar o 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia, ela acabou não sendo bem atendida.

“O homem que me recebeu disse que não valia a pena registrar, que logo as pessoas iam esquecer, que eu ia acabar me expondo mais, então voltei para casa. Mas a situação só piorava, cada dia mais gente publicava esse vídeo, então [na segunda-feira, dia 13 de junho] fui à Delegacia da Mulher”, contou.

“Fiquei horas lá esperando para ser atendida, até que me falaram que a delegada que ia me ouvir teve que ir embora, pegaram meu telefone, falaram que iam me ligar, mas não recebi retorno deles”, completou.

Indignada com toda a situação, a cabeleireira afirmou que não aguenta mais. “Ninguém veio me perguntar se era verdade o que estavam dizendo sobre mim. Todo mundo me julgando, não aguento mais essas piadinhas, está afetando demais a mim, minha família, meu serviço. Espero que seja feita justiça, que esse povo que está me difamando pague”, finalizou.

Com informações do BNews