Início Brasil MP quer novo exame para evitar soltura do Maníaco do Parque

MP quer novo exame para evitar soltura do Maníaco do Parque

Em 2028, ele completa 30 anos preso, máximo permitido por lei


por Correio da Bahia

O Ministério Público de São Paulo informou que vai pedir à Justiça autorização para realização de um novo exame de estado mental (EEM), popularmente conhecido como exame de sanidade, para Francisco de Assis Pereira, o Maníaco do Parque. A informação é do G1.

A intenção do MP é impedir que ele seja solto em 2028, quando completa 30 anos de prisão. Esse é o prazo máximo permitido pela lei brasileira para que alguém fique em regime fechado. A promotoria quer evitar que o motoboy volte à sociedade, passando a ficar internado em um hospital psiquiátrico. Atualmente, ele está em uma cadeia comum, sem receber qualquer tratamento psiquiátrico específico. O MP teme que seu transtorno tenha se agravado e que ele represente risco à população na eventualidade de ser solto.

“Nesse caso específico do Francisco, que cometeu crimes bárbaros com muitas vítimas e recebeu pena altíssima, a volta dele à sociedade poderia colocar em risco a vida de outras pessoas”, acredita a promotora Giovana Marinato Godoy.

Atualmente, Francisco tem 50 anos. Ele está preso desde 4 de agosto de 1998 pela morte de sete mulheres, além do estupro e roubo de outras nove, no Parque do Estado, em São Paulo. Ele confessou algumas das mortes, mas negou ter estuprado as vítimas.