Início Notícias Mesmo com notificação da prefeitura muro continua sendo erguido em Arembepe

Mesmo com notificação da prefeitura muro continua sendo erguido em Arembepe

CN1

1
Após divulgação pela imprensa de matéria dando conta que parte da a praia de Arembepe, em Camaçari, estava sendo murada, tirando o acesso e a visão do povo ao mar, a prefeitura, segundo informações, notificou os responsáveis pela obra, e deu um prazo de 72h para que o muro fosse derrubado, no entanto ninguém cumpriu a determinação da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e a barreira de concreto continua lá.Ambientalistas e moradores cobram uma posição enérgica do poder público. Veja abaixo a nota publicada na semana passada.

Socorro! Estão murando a praia de Arembepe e fechando-a para o povo

Denúncia publicada na Revista Livre, dá conta de que a praia de Arembepe está sendo cercada por muros, tirando o acesso do povo a areia e acabando com a visão da paisagem.

A matéria da revista alerta e implora:

“A menina dos olhos de Camaçari está fadada a extinção. Se os órgãos públicos não tomarem uma atitude imediatamente, a Praia de Arembepe vai sumir.

Enquanto o governo municipal brinca de fazer maquiagens nas praças e passeios, a praia está sendo toda privatizada com construções na faixa preamar, bem debaixo das barbas da prefeitura.

Das duas uma: ou a Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Camaçari não fiscaliza as construções costeiras, ou está “liberando” alvará para construções em áreas da Marinha do Brasil.

São muros, construções em alvenaria, vilages, casas, e mais um monte de sei lá o quê, erguidos diariamente à revelia da legislação.

No Piruí, já são poucos os acessos públicos à praia (dois ou três). Só quem tem direito de frequentar a área marítima são os proprietários das construções à beira-mar.

Atenção Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Marinha do Brasil e Prefeitura Municipal de Camaçari: precisamos que os senhores saiam dos vossos gabinetes e venham até a beira mar da praia de Arembepe para verificar o que está acontecendo.

Por obrigação e favor, façam alguma coisa urgente!

Uma máquina pesada simplesmente está destruindo as dunas preamar para a construção de um Vilage. Quem autorizou não sei, não existe nenhuma placa de liberação para o empreendimento.

De todos os responsáveis e irresponsáveis, o único que não pode fazer nada é o povo, que atônito, assiste diariamente os poucos espaços públicos de lazer e preservação ambiental serem loteados e cercados pelo poder econômico.

A revolta da população é enorme, pois além de privatizar mais uma área ambiental, a “terraplanagem” das dunas, violou os ninhos de desova de tartarugas marinhas monitoradas pelo Projeto Tamar.

Até quando veremos máquinas e homens destruindo a natureza e as autoridades inertes?

Até quando???”

Revista Livre