Início Brasil Menino de 9 anos morre atacado por cães ao tentar pegar pipa

Menino de 9 anos morre atacado por cães ao tentar pegar pipa

Uma pessoa ficou ferida ao tentar salvar a criança que estaria correndo para pegar uma pipa e pulou em um terreno baldio no bairro do Jabaquara

Menino de 9 anos morre atacado por cães ao tentar pegar pipa 1
Terreno onde o ataque ocorreu – Reprodução/Band

Uma criança morreu após ter sido atacada por seis cachorros na Avenida Rodrigues Montemor, número 100, no Jabaquara, zona sul de São Paulo às 15h20 desta quarta-feira (25). Um homem também ficou ferido após tentar salvar a criança.

De acordo com a equipe da Polícia Militar que atendeu a ocorrência, Luis Fernando Teixeira Santana, de 9 anos, pulou o muro para tentar pegar uma pipa que caiu em um terreno baldio, próximo a uma feira livre.

No terreno baldio, viviam seis cachorros, quatro pitbulls, um rottweiler e um vira-lata, todos de grande porte, que eram usados para segurança do local. Ainda segundo a PM, um segurança passava no local duas vezes por semana dar água e comida para os cães.

Leia mais:
Criança sofre estupro coletivo no dia do aniversário dentro de escola

No momento em que o menino entrou no terreno, foi atacado pelos cachorros.

Um homem, de prenome Edilson, de 20 anos, tentou salvar a vítima, mas também foi atacado pelos cães, recebeu mordidas nas pernas e não obteve sucesso.

Os policiais do 3º Batalhão da Polícia Militar foram acionados via Copom para a ocorrência e conseguiram entrar pelo portão principal do terreno.

No momento em que a equipe entrou, a vítima ainda estava sendo atacada pelos cães. A PM então atirou em direção aos cachorros, e acertou apenas um. Os outros cães se assustaram com o barulho dos disparos e correram em direção às baias, no fundo do terreno.

Logo em seguida, quatro viaturas do Corpo de Bombeiros e o Helicóptero Águia 14 do Grupamento Aéreo da Polícia Militar chegaram e começaram a fazer massagem cardíaca no garoto para tentar ressuscitá-lo.

Neste momento, os cachorros novamente vieram em direção às equipes para atacá-los e os policiais militares atiraram novamente. Ao total, três cães morreram, um ficou ferido e outros dois saíram ilesos.

A vítima de 9 anos levou mordidas pelo corpo inteiro, principalmente na cabeça, e morreu no local. Já o homem, de 20 anos, foi socorrido com ferimentos leves e em estado estável, ao PS Saboia pelo Corpo de Bombeiros. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, ele foi encaminhado para a sala de sutura, tomou vacina antitetânica e foi liberado em seguida.

De acordo com a PM, a Polícia Ambiental também prestou apoio à ocorrência para encaminhar os cachorros a Zoonoses.

Por meio de nota, a Diretoria de Divisão de Vigilância de Zoonoses (DVZ) informou que assim que tomou conhecimento da ocorrência com o menor, em terreno particular, mobilizou uma equipe composta pelo diretor da unidade, três agentes de zoonoses que cuidam de endemias e três veterinários para uma inspeção imediata ao local para resgatar os animais e que irá informar a atualização após a inspeção. A pasta ainda disse que o órgão fica responsável pelo atendimento à saúde dos cães e poderá autuar o proprietário por maus-tratos.

A Agência Record questionou à Prefeitura sobre o proprietário do terreno. O órgão se limitou a informar que o terreno é de propriedade privada.

O 97º DP atende a área, mas devido ao esquema de plantão de feriados, o caso será apresentado no 26º DP, que não atende as ligações da reportagem. A reportagem também solicitou o Boletim de Ocorrências à Secretaria de Segurança Pública.

Por Agência Record