Início Esportes Líder, Vitória confia em manter a boa fase no segundo turno

Líder, Vitória confia em manter a boa fase no segundo turno

Ainda não valeu título ou acesso, mas há muito o que comemorar. A desconfiança que pairava na Toca do Leão às vésperas do início da Série B deu lugar a um panorama otimista na competição. Tudo mudou, do comando técnico aos jogadores, o Vitória assumiu de vez o protagonismo na competição e é, de fato, o time a ser batido no segundo turno, que começa na sexta-feira. Terminar a primeira parte do campeonato no topo da tabela, embora não seja garantia de nada, é um ótimo indício para o elenco rubro-negro.

“Por mais que seja simbólico, é muito importante para nós, porque foi um trabalho grande para chegar na liderança. Chegamos a ficar oito pontos atrás do Botafogo, que hoje está atrás do Vitória, e isso tem que ser reconhecido”, exaltou Diego Renan, que se firmou com a camisa 6. A evolução da equipe passou principalmente pela reformulação da defesa, setor mais criticado durante o primeiro semestre. A melhora, ainda que coletiva, pode ser atribuída principalmente às boas atuações do goleiro Fernando Miguel e do zagueiro Guilherme Mattis, referências a partir da chegada de Vagner Mancini.

“Nosso trabalho tem sido muito sólido. Esse quarteto eu, Ramon, Diego e Diogo está invicto há 11 jogos e isso é mérito do nosso trabalho, mas também da comissão técnica, que sabe incentivar, estimular, colocar a gente para frente. Muita gente acha que não, mas isso é tão importante quanto jogar bem. Também tem o Gatito, que é um grande goleiro e tem feito belas atuações”, disse Mattis, lembrando do goleiro paraguaio que vem substituindo à altura o lesionado Fernando Miguel.

Maestro
Sem titubear, nove entre dez torcedores rubro-negros certamente apontariam Escudero como referência do time nessa Série B. O argentino, capitão da equipe, recuperou o futebol que o consagrou no Barradão em 2013 e, com seis gols e quatro assistências, se divide entre maestro e artilheiro da equipe na atual Série B. “Cada dia que passa me sinto mais confiante e consigo mostrar isso em campo. Eu tenho me esforçado muito e tenho tido um retorno bom. Quando jogo bem, é bom para mim e também para ganhar moral com a torcida, que sempre teve tanto carinho comigo. Eu tive momentos difíceis no Vitória e, desde que sofri a minha lesão e passei por cirurgia, eu tento fazer sempre o melhor. Eu devo isso à torcida, porque fui acolhido por eles”, afirmou o camisa 11.

Siga nosso Instagram: @seligacamacari | Confira as vagas de emprego: VagasEmCamaçari | VagasBahia

Não menos importante, Elton, um dos jogadores mais eficientes na campanha do último acesso, em 2012, retornou ao clube com a dura missão de substituir Neto Baiano, que não conseguiu repetir em 2015 as boas temporadas que havia feito por aqui. Canhoto como Neto, o camisa 9 tem mostrado estar com a pontaria afiada e, assim como Escudero, é peça-chave do time de Mancini com os mesmos seis gols e quatro assistências do capitão.

Olhando para frente, Elton faz questão de alertar para os outros 19 jogos que estão por vir. “O segundo turno vai ser ainda mais difícil que o primeiro porque as equipes agridem mais, vão mais para cima, até porque é quando as coisas se definem mesmo. Este ano, a Série B está complicada demais, com várias equipes brigando ponto a ponto, mas a gente tem que pensar na gente, no nosso trabalho”.

Após ganhar o fim de semana inteiro de folga, o elenco rubro-negro retomará às atividades amanhã no Barradão, iniciando a preparação para o jogo contra o Sampaio Corrêa, sábado, às 16h30, em São Luís. Na rodada de abertura da Série B, dia 9 de maio, o Sampaio Corrêa venceu o Leão por 2×0 no Barradão.

Correio24horas