Início Famosos Justiça define destino dos R$ 424 mil apreendidos na casa de Nego...

Justiça define destino dos R$ 424 mil apreendidos na casa de Nego do Borel após denúncias da ex-namorada Duda Reis

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

Em janeiro, policiais civis apreenderam mais de R$ 400 mil, em espécie, na casa de Nego do Borel. A operação cumpria mandados de busca e apreensão para checar a origem dos valores, após denúncias de Duda Reis, ex-namorada do cantor, que o acusou de associação ao tráfico de drogas, agressão, estupro de vulnerável, ameaça, injúria e lesão corporal.

Na ocasião, também foram apreendidos três aparelhos celulares (um iPhone 11 Pro, um 8 plus e um XR), um video game Play Station 4 da Sony, e dois computadores. Um dia após a oepração, Nego do Borel afirmou que iria provar a licitude do dinheiro apreendido e inocência sobre as outras acusações.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

Nesta segunda-feira (30), enfim, a Justiça liberou os R$ 424.920,00 (quatrocentos e vinte e quatro mil, novecentos e vinte reais) em espécie, que foram apreendidos em sua casa, segundo informações divulgadas pela colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia. Os equipamentos eletrônicos, que também foram apreendidos, já foram devolvidos ao cantor.

De acordo com a publicação, o processo ainda corre em segredo de Justiça e os advogados do cantor buscam reaver os valores através de uma procuração, já que Borel estaria confinado para participar de ‘A Fazenda 13’, que também teria a participação da sua amante. Ainda segundo a colunista, o audo da Polícia Civil de São Paulo sobre o dinheiro lícito encontrado na casa de Leno Maycon no Rio saiu há duas semanas. Os policiais chegaram a esse veredito após analisarem todas as contas bancárias e imposto de renda do cantor como pessoa física e jurídica.