Início Brasil Jovem que debochou de entregador perde título de miss; “não foi minha...

Jovem que debochou de entregador perde título de miss; “não foi minha intenção”

Jovem que debochou de entregador perde título de miss; "não foi minha intenção" 1
Crédito da Foto: reprodução/Instagram

A jovem Bruna Reis Figueredo, Miss Mato Grosso 2019, perdeu o título de miss, após zombar de um entregar de aplicativo delivery. Através da ferramenta stories, em seu perfil no Instagram, a garota publicou uma série de vídeos, debochando do rapaz, que fazia as entregas.

“Eu não acredito. Está ruim para mim, está ruim para você, está ruim até para o Uber Eats. Olha isso daqui. Não é desmerecendo o trabalho do menino, mas é aí que você vê o porque sua comida chega atrasada. A pessoa além de estar de bicicleta, está na marcha lenta, não está conseguindo subir a ladeira”, comenta Bruna, aos risos. Veja:

Os vídeos viralizaram nas redes sociais, e após toda a repercussão, a jovem recebeu diversas críticar pelo teor do comentário, considerado preconceituoso.

Após tomar conhecimento da situação, a organização responsável pelo concurso Miss Mato Grosso 2019 divulgou uma nota, na última sexta (25/10), comunicando que a jovem havia perdido o título. “Bruna feriu os princípios que regem o concurso e a função que uma representante precisa exercer durante o período em que assumiu o compromisso de ser miss”, diz trecho.

Em seu perfil no Instagram, Bruna publicou um texto, onde pedia desculpas ao rapaz, e se lamentava pelo ocorrido. “Eu lamento profundamente pelo fato, apesar de jamais haver maldade em meu coração quanto ao que postei, sei que a interpretação é individual, e respeitando e entendendo isto, de ter me expressado de mal forma, pois não foi minha intenção debochar ou zombar com o rapaz, seu meio de transporte, ou do emprego que exerce”, escreveu.

Ela ainda alegou que sua imagem tem sido distorcida, após o fato: “acredito que estão usando de má fé pelo fato de atualmente ser conhecida pelo mérito que obtive com o concurso miss mato grosso […] infelizmente isso acarreta muito mais responsabilidades, mas sou humana capaz de cometer falhas, e tenho uma vida normal, com deveres e obrigações, como todos”. Leia na íntegra:

https://www.instagram.com/p/B4FGnWUDcd4/?utm_source=ig_embed

Com informações do Aratu ON