Início Salvador Jovem é encontrado morto dias após sair com amigo

Jovem é encontrado morto dias após sair com amigo

Por Aratu Online

O corpo dele foi encontrado e encaminhado para o Instituto Médico Legal Nina Rodrigues, em Salvador (Foto: Reprodução )

Ao longo de cinco dias, familiares e amigos do vendedor Joelson Estanislau dos Santos Júnior, 22 anos, mantiveram a esperança de encontrá-lo vivo. No entanto, a espera terminou de forma trágica na noite de segunda-feira (12). O corpo dele foi encontrado e encaminhado para o Instituto Médico Legal Nina Rodrigues, em Salvador.

A notícia chocou os familiares de Júnior e aumentou o drama vivido pela família do mototaxista Pedro Henrique Luz Nunes, 20 anos, que desapareceu junto com Joelson e continua desparecido. A dupla foi vista com vida pela última vez na quinta-feira (08), quando saíram de moto em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador.

Desde o registro do desaparecimento, uma verdadeira força-tarefa foi montada pelas famílias para tentar localizar os rapazes. Na noite desta segunda-feira, receberam informações avisando que vários corpos teriam sidos encontrados pela Departamento de Polícia Técnica, e teriam sido encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML).

Imediatamente, as famílias dos jovens foram à sede do órgão. Lá, um dos corpos foi reconhecido como de Júnior. Já a família de Pedro informou que nenhum dos cadáveres era do mototaxista. O corpo foi encontrado por moradores na região do Bairro São Rafael. O vendedor apresentava sinais de tortura, e diversos tiros.

“Tem sinais de violência gravíssima. Eu tinha esperança de encontrar ele com vida, mas infelizmente não foi como a gente quis”, disse a tia, a vendedora Maria Marli, 42 anos, que cuida do jovem desde criança. O sepultamento do vendedor está programado para a tarde desta terça-feira, em horário ainda não definido pelo familiares.

A irmã de Júnior, Camila Silva, agradeceu a todos que ajudaram a procurar o jovem. “Infelizmente, diante de tanta dor e sofrimento venho informar que Júnior faleceu, pois estou recebendo muitas mensagem e não tenho condições de responder. Deus abençoe a todos que ajudaram, e fizeram orações”, agradeceu.

Agora, com a família reconhecendo o corpo, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil passou a investigar o desaparecimento dos amigos.