Início Brasil Homem é preso em vôo da Azul ao causar confusão a bordo...

Homem é preso em vôo da Azul ao causar confusão a bordo e ameaçar derrubar o avião

Homem é preso em vôo da Azul ao causar confusão a bordo e ameaçar derrubar o avião 1

Segundo informações do site aconteceagora.com.br, o passageiro estava bastante alterado agrediu as comissárias de bordo e começou a correr dentro do avião gritando “Lula Livre” até ser algemado por um comissário com ajuda de outros passageiros.

O voo da Azul entre Recife e Guarulhos em um Airbus A320neo, teve um passageiro descontrolado que teve de ser contido pelos comissários e passageiros a bordo. Segundo relato de um passageiro que estava a bordo e pediu para não ser identificado, o homem começou a importunar as comissárias de voo com comentários machistas.

“Quem manda é o comandante, você não manda merda nenhuma”
Segundo o relato, depois de uns drinques, o mesmo continuou a importunar as profissionais com assédio moral e sexual, e então elas foram auxiliadas por um comissário. O homem continuou a escalar as ofensas, e ameaçou abrir a porta da aeronave.

Ele afirmou que trabalhou 25 anos na aviação e sabia como abrir uma porta da aeronave, tanto a saída de emergência como a da cabine, o que não é tão fácil como ele ameaçava fazer.

“Lula Livre” após dar cabeçada em comissário
Ao ser contido por comissários, o homem chegou a desferir uma cabeçada no comissário de bordo, e logo após começou a gritar “Lula Livre”. Após estas atitudes, foi contido com socos e pontapés por outros passageiros que estavam fartos da confusão e machismo.

O homem foi contido com algemas de plástico (lacres) e amarrado num assento do corredor da primeira fileira. Após tomar esse sacode ficou mais reprimido, mas ainda reclamando da situação.

Como a aeronave já estava bem próxima de São Paulo, foi decidido pelo comandante seguir até o destino final. Pousando no Aeroporto Internacional de Guarulhos, o homem foi levado pela Polícia Federal.

No Brasil, ao contrário de diversos outros países, não é permitido que a empresa aérea faça o banimento de algum passageiro através da proibição de venda de passagem para o mesmo. Em certos países, passageiros com este comportamento são banidos, já que a recusa de serviço é permitida por lei, desde que não seja por discriminação racial, religiosa, de sexo ou nacionalidade.

As informações do site aconteceagora.com.br