Início Camaçari Homem é atropelado na Jorge Amado e SAMU alega falta de ambulância

Homem é atropelado na Jorge Amado e SAMU alega falta de ambulância

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE
(Foto: Reprodução)

Na noite deste domingo (25), um homem foi atropelado na Avenida Jorge Amado e, segundo testemunhas, o SAMU alegou não ter ambulâncias disponíveis para realizar o atendimento.

Um rapaz que estava presente no momento do atropelamento, gravou um vídeo afirmando que várias pessoas ligaram para a unidade, que fica a poucos metros do local do acidente, porém o atendente teria orientado que a própria população fizesse a imobilização da vítima.

Segundo informações, a vítima, identificado como Marcos Neri, foi socorrido em estado grave para o Hospital Geral de Camaçari (HGC). Não foi informado se o socorro foi dado por populares ou se por alguma outra ambulância.

NOTA DA SESAU SOBRE ATENDIMENTO DA SAMU EM ATROPELAMENTO NA AVENIDA JORGE AMADO

Diante do acidente ocorrido, na noite do último domingo (25/7), que envolveu um motociclista, a Coordenadora Geral Regional do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) da sede de Camaçari, Mônica Cardoso, esclarece que no momento da abertura da ocorrência, por volta das 22h, todas as unidades estavam em atendimento externo, na rua.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

No entanto, uma das unidades que se encontrava no pátio da base do SAMU estava quebrada, aguardando para ser rebocada para o pátio, o que impossibilitou o uso para disparo de ocorrências. De acordo com a coordenadora, o veículo conseguia dar partida, mas não ultrapassava a velocidade de 20km/h. Diante disso, o médico intervencionista, sensível com a gravidade do paciente, se colocou à disposição para prestar o socorro com o seu veículo particular.

Porém, o condutor, se disponibilizou a ir com a ambulância mesmo atingindo apenas a velocidade de 20km/h, com o risco de parar o veículo, que não ultrapassava a velocidade mínima. Mesmo com as limitações, o atendimento foi realizado e o paciente foi encaminhado ao Hospital Geral de Camaçari. 

A coordenadora ainda explica que as demais ambulâncias que aparecem no vídeo que circula nas redes sociais, eram de ambulâncias que fazem transporte de pacientes de Covid-19, e que são tripuladas por profissionais que não são da equipe do SAMU, fazendo apenas uso do espaço físico da base.

Em tempo, o SAMU informa que as ambulâncias de atendimento ao Covid-19 são ambulâncias de transporte de pacientes regulados e não são equipadas para realizar atendimento de trauma.

Com informações do CN1