Início Animais Homem corta as pernas de um cachorro e o abandona na floresta;...

Homem corta as pernas de um cachorro e o abandona na floresta; Vídeo

Todos os animais têm um dom especial: eles transbordam amor e carinho. No entanto, infelizmente, o ser humano consegue sempre machucar esses seres indefesos. Na Turquia, um caso recente de maus tratos causou tanta comoção, que até mesmo as eleições presidenciais tiveram que ser interrompidas.

Um filhote indefeso foi encontrado com as pernas e a cauda cortadas. Para além disso, o pobre animal foi abandonado em uma floresta escura, para morrer. Somente alguém sem coração, poderia ter cometido tal atrocidade.

Depois que o caso se tornou público, uma grande indignação invadiu todo o país e não é difícil o entender o porquê.

O filhote foi encontrado na floresta e levado até um veterinário, onde recebeu tratamento imediato.

O pobre cachorrinho ainda tinha forças para expressar sua gratidão, quando foi socorrido.

No entanto, apesar de todos os esforços, o animal ferido acabou por falecer durante uma cirurgia.

O incidente provocou uma rara demonstração de união entre os partidos políticos da Turquia e os candidatos à presidência, que vêm trocando duras críticas sobre o evento e considerando a possibilidade de medidas muito mais severas contra os agressores.

Enquanto isso, os defensores dos animais dizem que na Turquia as punições de crueldade contra os animais são brandas demais.

“Essa brutalidade contra um ser pequeno é uma dolorosa manifestação da perda de valores no nosso país. Acredito em Deus e espero que aqueles que machucam um filhote pequeno encontrem o que merecem na próxima vida”, disse o líder do partido Iyi e candidato à presidência, Meral Aksener.

É realmente doloroso saber que atos cruéis como esse continuam acontecendo… Esperemos que a morte deste filhote não tenha sido em vão e que as autoridades realmente cumpram sua promessa de impor leis muito mais severas.

Um último adeus
Assim foram as últimas horas do pobre filhote, antes de dar seu último suspiro: