Início Brasil Grávida pula de janela após ser agredida e feita refém por companheiro...

Grávida pula de janela após ser agredida e feita refém por companheiro durante 3h

Grávida pula de janela após ser agredida e feita refém por companheiro durante 3h 1

Uma gestante de 23 anos foi agredida e feita refém dentro de casa pelo próprio companheiro durante 3h neste domingo (17) em Raposos, na região metropolitana de Belo Horizonte. Desesperada, a jovem aproveitou um vacilo do autor para tentar fugir e pulou uma janela do segundo andar da residência – o agressor ainda pulou atrás para agredi-la mais.

As agressões, direcionadas principalmente à barriga da jovem, começaram por volta das 15h deste domingo. “Quando chegamos, o homem estava fazendo ela refém em uma janela da casa, no segundo andar. Ele estava com uma faca escondida e falou que faria algo com ela se a gente se aproximasse mais”, relata ao BHAZ o cabo Ordálio Gomes, do policiamento de Raposos.

Um dos militares da equipe, então, começou a negociação para que o homem, de 37 anos, liberasse a refém, que está grávida de dois meses de um filho dele. “Durante a conversa, o policial conseguiu que ele se afastasse da vítima, que aproveitou a brecha e pulou, desesperada, do segundo andar”, afirma Gomes.

O autor, então, pulou também atrás da mulher e voltou a dar novos socos. A polícia, no entanto, conseguiu intervir e prender o homem. “Ele não disse o motivo das agressões, se não queria ter o bebê, nada… Só ficou resistente na hora de ser algemado, quando precisamos usar força moderada”, diz o cabo que participou da ocorrência.

Outras agressões
A vítima e o agressor foram levados a uma unidade de saúde em Raposos. A mulher estava com ferimentos pelo corpo e marcas no pescoço provenientes de esganadura. Segundo a PM, ela foi atendida pela equipe médica, que, por volta das 19h30, a liberou. “Aparentemente está tudo bem com o bebê”.

Já o homem, autor do cárcere privado, agressões e ameaças, foi encaminhado à delegacia local.

Não é a primeira vez que a jovem é agredido pelo companheiro. No fim de outubro, ela teria levado socos do homem porque “não teria executado as tarefas domésticas”.

Com informações do Bhaz