Início Camaçari Ford paga até R$ 93 mil para quem aderir ao PDV; no...

Ford paga até R$ 93 mil para quem aderir ao PDV; no primeiro dia das inscrições sistema apresenta falhas

Ford paga até R$ 93 mil para quem aderir ao PDV; no primeiro dia das inscrições sistema apresenta falhas 1

Em acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari (BA) a Ford começou a inscrever nesta quinta (01/10), o Programa de Demissão Voluntária (PDV) que pagará até R$ 93 mil para trabalhadores que aderirem.

A empresa também vai prorrogar até o fim de dezembro a suspensão de contratos de trabalho (lay-off) de cerca de 1,45 mil funcionários próprios e de fornecedores que operam dentro do complexo na Bahia. Eles estão fora da fábrica desde março, por conta da Covid-19.

A Ford é a terceira entre as cinco maiores fabricantes de automóveis do País a anunciar PDV para reduzir a ociosidade de mão de obra nas fábricas, intensificada pela pandemia do coronavírus. Do grupo, Fiat e Hyundai ainda não anunciaram medidas desse tipo.

Em nota, a Ford diz que “o objetivo é ajustar os níveis de produção à significativa desaceleração do mercado gerada pela pandemia”. O PDV é voltado aos empregados da área de produção e as inscrições começaram nesta quinta-feira, mas devido ao número intenso de pessoas aplicando as inscrições o sistema apresentou problemas. “A Ford nos informou que já está solucionando o problema e que a inconsistência no sistema ocorreu por ter muita gente acessando a página. É importante lembrar que as inscrições estarão abertas 24h, podendo o trabalhador fazê-la em qualquer horário”, explica o Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari, Júlio Bonfim.

Segundo Bomfim, a Ford iniciou o ano com previsão de produzir 215 mil unidades do EcoSport e do Ka, mas a projeção caiu para 136 mil unidades “ou menos”. Para ele, a proposta do PDV da Ford – que tem acordo de não fazer demissões em massa até 2023 – “é a maior do Brasil”. A empresa não indicou meta a ser atingida.