Início Camaçari Ford faz acordo em Camaçari e abre programa de demissão voluntária; entenda

Ford faz acordo em Camaçari e abre programa de demissão voluntária; entenda

Foto: divulgação / FORD

A Ford do Brasil segue fazendo ajustes em seu quadro de trabalho, mesmo após o fechamento da fábrica de caminhões e do compacto Fiesta, que levou ao desligamento de 3 mil operários. Agora, a fabricante promove PDV (Programa de Demissão Voluntária) para a fábrica de carros de Camaçari (BA), que produz Ka e EcoSport. As informações são do UOL.

Principal fábrica da marca na América do Sul, após o fechamento de São Bernardo do Campo, Camaçari emprega quase 8 mil empregados diretos, além de 77 mil indiretos, segundo a Ford. Não foi informada a expectativa de vagas a serem eliminadas com o PDV. A capacidade de produção da unidade é de 250 mil unidades anuais.

Segundo comunicado interno enviado pela Ford do Brasil nesta últma segunda-feira (8/4), o PDV vale até o dia 26 de abril para os chamados “empregados mensalistas operacionais ativos”, termo comumente associado aos trabalhadores de setores administrativos, mas que também pode incluir parte da base regular de operários.

Objetivo é “adequar, de forma definitiva, o excedente de mão de obra gerado devido ao rebalanceamento da linha de produção, consequência da atual demanda de mercado”, aponta o comunicado.

Nova realidade de mercado

Segundo as regras do PDV, o empregado que aceitar os temos receberá as verbas legais de rescisão, incluindo multa de 40% do FGTS, além de indenização adicional com limite de R$ 35 mi. O plano médico será mantido até o final do mês de desligamento.