Início Camaçari Filho pede ajuda para encontrar pai, acusado de tentar matar a ex-esposa...

Filho pede ajuda para encontrar pai, acusado de tentar matar a ex-esposa em Camaçari

Filho pede ajuda para encontrar pai, acusado de tentar matar a ex-esposa em Camaçari 1

Camaçari foi cenário de mais uma cena de tentativa de feminicídio na tarde desta quarta-feira (19). O episódio aconteceu no bairro do Ponto Certo, por volta das 16h30, quando Valdeilson Barbosa Cavalcante, conhecido como Deda, tentou matar a tiros a ex-esposa.

A vítima saía do local de trabalho ao ser surpreendida por disparos efetuados por Valdeilson de dentro do carro. Ao sair correndo, a mulher foi perseguida pelo ex-marido que continuou atirando. Ela escapou ao conseguir entrar em uma casa no bairro. Quem conta a história é o filho dos dois, Vitor Pavanelli. “Ela me ligou e falou: ‘seu pai tentou me matar’”, contou.

Na noite de ontem, Vitor postou nas redes sociais um vídeo pedindo ajuda para que encontrar seu pai, que está foragido desde o ocorrido. “Quis tentar expor de alguma forma para que as pessoas possam ajudar a encontrar ele”, disse em entrevista à Nossa Metrópole. Valdeilson fugiu em uma Pajero TR4, na cor verde escuro, placa JSA 1i11.

Segundo Vitor, um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM) de Camaçari. “Ela [a mãe] está bem, só não a vi ainda”, falou.

https://www.instagram.com/tv/B8xRsNQh1Yo/?utm_source=ig_embed

Histórico

A vítima e o acusado têm três filhos e eram casados há mais de 20 anos. Os dois estavam separados há 2 anos. “Ele sempre ameaçou ela, sempre teve agressão dentro de casa. Aí ela decidiu sair”, pontuou Vitor à nossa reportagem.

Ele lembra que depois da separação, o pai começou a ameaçar a mãe com mensagens pelo WhatsApp e por telefone. A primeira denúncia foi feita há um ano na DEAM de Camaçari, Valdeilson foi convocado a depor, mas não foi preso, e a vítima ficou sob medida protetiva.

“E ele continuou ameaçando, ainda mais com raiva por ela ter coragem de denunciar”, lembrou. O jovem conta, ainda, que Valdeilson fazia espécies de rondas no condomínio e no local de trabalho da mãe, acompanhando cada passo da rotina dela. “A gente morria de medo, porque ele falava que ia matar ela”, falou Vitor.

A reportagem da Nossa Metrópole esteve na DEAM para obter maiores informações sobre o caso, mas a titular, Drª Florisbela Rodrigues, não se encontrava já que está atuando no plantão de segurança do Carnaval de Salvador.

Filho pede ajuda para encontrar pai, acusado de tentar matar a ex-esposa em Camaçari 2

*O nome da vítima não foi revelado para preservar a sua integridade

Com informações do Nossa Metrópole